INTERNAÇÃO NA UTI
Junta médica da Procuradoria vai avaliar saúde de Neudo Campos
MPF abriu procedimento para investigar visitas e uso do leito pelo ex-governador em prejuízo aos demais pacientes do HGR
Por Folha Web
Em 02/06/2016 às 00:09
Neudo Campos está internado na UTI do HGR após sofrer princípio de infarto (Foto: Arquivo/Folha)

O ex-governador Neudo Ribeiro Campos será avaliado por junta médica oficial da Procuradoria-Geral da República (PGR), a fim de que seja analisado o seu real estado de saúde, bem como esclarecidos quais são os cuidados médicos de que necessita para a transferência dele para a penitenciária federal de Campo Grande (MS). O pedido feito pelo Ministério Público Federal em Roraima (MPF/RR) foi autorizado pelo juiz Helder Girão Barreto, da Justiça Federal de Roraima. A data da avaliação ainda não foi divulgada.

Os procuradores do MPF querem a avaliação para obter outro parecer médico a respeito do estado de saúde do ex-governador: “Se faz necessária a avaliação médica levada a cabo por médicos de fora de Roraima, que não possuam nenhuma espécie de vinculação com o Governo do Estado ou com o preso, pois somente assim será possível obter um laudo imparcial a respeito dos cuidados a serem observados na transferência de Neudo até a Penitenciária Federal de Campo Grande”, destaca trecho da requisição.

O MPF concluiu que “a alegada vulnerabilidade do estado de saúde do preso pode representar mais um favorecimento indevido de Neudo Campos por parte de autoridades estaduais, na tentativa de adiar ou até mesmo frustrar a ordem de transferência para a Penitenciária Federal”, frisa outro trecho da ação.

MPF abre investigação sobre tratamento

A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC) do Ministério Público Federal abriu procedimento para investigar possível tratamento privilegiado conferido a Neudo Campos, internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral de Roraima (HGR).

“A PF continuará com a apuração, podendo inclusive representar pela prisão preventiva de outros servidores que estejam criminosamente favorecendo o ex-governador”, diz a nota dos procuradores.

Para o MPF, a questão precisa ser esclarecida o mais breve possível para que possa ser garantido o direito à saúde dos cidadãos roraimenses – notadamente cidadãos hipossuficientes e com quadro de saúde verdadeiramente grave – que, além de não contarem com uma estrutura mínima e adequada, podem estar sendo indevidamente preteridos pelo HGR, em virtude do tratamento supostamente privilegiado a Neudo Campos.

Defesa afirma que não tem conhecimento da decisão

A defesa do ex-governador Neudo Campos informou, para a Folha, que não vai se manifestar sobre a decisão judicial, pois não tomou conhecimento oficial a respeito do assunto.

“Mas, desde já, nos solidarizamos com os profissionais que se dedicam para manter um serviço de saúde de qualidade aos cidadãos roraimenses, mas que, infelizmente, tiveram a imagem injustamente atingida por meio de uma nota no mínimo desrespeitosa”, frisou.

Sesau nega possíveis regalias e diz que UTI tinha leitos vagos

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) esclareceu, por meio de nota, que o Hospital Geral de Roraima (HGR) dispõe de normas rígidas quanto à visita aos pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), às quais, segundo eles, são restritas a familiares (ou pessoas indicadas por eles). “A equipe médica e os profissionais de saúde têm acesso liberado ao local”, frisou.

Sobre o tempo de permanência dos visitantes, a nota esclareceu que os pacientes podem ser visitados pela manhã (das 11h às 11h30) e à tarde (das 16h30 às 17h).  A direção do HGR esclareceu ainda que, por questões de segurança e para garantir a tranquilidade dos pacientes, visitas fora deste contexto podem ser excepcionalmente autorizadas. “As visitas ao paciente Neudo Campos foram, inclusive, restritas à esposa e filhos, por indicação médica”.

Por fim, segundo a Sesau, no momento da internação de Neudo Campos, havia três leitos vagos na UTI-1, “sendo inverídica a afirmação de que outro paciente teria sido removido para dar lugar ao ex-governador”, destacou.

Comentários
SANTOS disse: Em 02/06/2016 às 11:49:36

"- Interessante ressaltar que até há muito pouco tempo o senhor Neudo Campos esbanjava saúde e disposição durante a campanha e enquanto foi ?Assessor Especial Voluntário? do governo do Estado, sem sentir nem dor de cabeça. Foi só apertarem as porcas dos parafusos da impunidade e já está prostrado de morte. Certamente está tão doente quanto o molusco X9, outro tretero, ou eu ou qualquer outro cidadão que não consegue sequer consulta, quanto mais internação em UTI. Não me engana que eu não gosto!!!"

Dilcineia da Silva Souza disse: Em 02/06/2016 às 09:40:55

"foi sim retirado um paciente que realmente precisava do isolamento da uti para dar a vaga para o ex-governador que esta muito bem de saúde diga-se de passagem.tem um parente de um funcionario que realmente esta precisando da uti, mas esta no bloco."

O rei do gado disse: Em 02/06/2016 às 09:28:25

"Zé Dirceu tem mais de 70 anos e tá no xilindró, em Curitiba. A Justiça, tarda mas não falta. Caso, de fato, o ex-governador esteja em situação precária de saúde, os médicos da PGR hão de confirmar e ele então poderá seguir na UTI do HGR. Caso contrário, remeta-se o preso para o Mato Grosso do Sul onde, aliás, também existe rede de saúde e hospitais, inclusive com melhores condições de atendê-lo do que o sucateado hospital de Roraima. Vida que segue..."