APÓS REUNIÃO COM SINDICATOS DA SAÚDE

Prefeito garante gratificação do Samu e adicional de técnicos em novo PCCR

Sindicatos vão reunir sindicalizados para decidir se aceitam ou não a proposta apresentada por Arthur Henrique

Na segunda-feira, dezenas de servidores da Saúde aguardavam fim de reunião em frente à sede da Prefeitura de Boa Vista (Foto: Nilzete Franco/FolhaBV)
Na segunda-feira, dezenas de servidores da Saúde aguardavam fim de reunião em frente à sede da Prefeitura de Boa Vista (Foto: Nilzete Franco/FolhaBV)
Publicidade
Publicidade

O prefeito Arthur Henrique (MDB) concordou em incluir, no novo PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações) da Saúde, o pagamento de R$ 500 de gratificação para os servidores do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), o adicional de qualificação aos técnicos da Saúde, o percentual igual de reajuste aos servidores de cada nível de escolaridade e o desmembramento dos cirurgiões dentistas da tabela salarial dos médicos.

Além disso, ele garantiu, dentro do plano, o pagamento do novo piso salarial da Enfermagem a partir de janeiro de 2024 – já assegurado em setembro. Os acordos foram fechados com sindicatos que representam a categoria da Saúde em reunião de aproximadamente cinco horas, na sexta-feira (1º), no Palácio 9 de Julho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Na segunda-feira (27), os sindicatos da Saúde apresentaram ao prefeito 33 sugestões de mudanças na prévia do PCCR sugerida pela Prefeitura, após ameaçarem o início de uma greve. Nessa sexta, o prefeito apresentou as contrapropostas.

“Nesse PCCR, a gente só conseguiu as melhorias devidas graças a união de todos os sindicatos em benefício dos servidores da Saúde”, avaliou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Roraima (Sintras), Maceli de Souza Carvalho.

Por outro lado, a gestão municipal não aceitou, neste momento, conceder o aproveitamento do tempo de serviço, as mudanças sugeridas quanto à forma de promoção funcional e a gratificação para os farmacêuticos, em virtude do impacto-financeiro que isso poderia gerar para as contas do Município.

Cada sindicato realizará reunião com sindicalizados para discutir a proposta do prefeito, para então submeter a minuta atualizada do PCCR à Prefeitura, cujo texto será discutido junto ao Conselho Municipal de Saúde (CMS).

O Sintras já reuniu os associados e a maioria deles aceitou a propositura. Os farmacêuticos, por sua vez, vão esperar as tratativas da reunião marcada para terça-feira (5), na Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), ocasião em que tentarão convencer a pasta para incluir a gratificação no PCCR.

O secretário municipal de Administração e Gestão de Pessoas, Lincoln Oliveira, disse esperar que o PCCR seja enviado à Câmara Municipal de Boa Vista ainda em 2023. “Na semana que vem, provavelmente, a gente reúne o Conselho Municipal pra referendar a minuta e dar entrada do projeto na Câmara”, avaliou.

O presidente do Sindicato dos Médicos de Roraima (Simed-RR), Antonio Delmiro, avaliou que a reunião direta com o prefeito Arthur Henrique fez o PCCR avançar. “A gente tem que elogiar o prefeito Arthur por ouvir as demandas e discutir”, disse.

Publicidade