Investigado por homicídio

Ex-senador Telmário Mota desembarca no aeroporto de Boa Vista

Telmário é suspeito de mandar matar Antônia Araújo de Sousa, de 52 anos, mãe de sua filha de 18 anos que o acusou de estupro às vésperas das eleições de 2022

O ex-senador Telmário Mota em audiência de custódia por videoconferência, em Goiás (Foto: Reprodução)
O ex-senador Telmário Mota em audiência de custódia por videoconferência, em Goiás (Foto: Reprodução)
Publicidade
Publicidade

O ex-senador por Roraima, Telmário Mota (Solidariedade), chegou à Boa Vista nesta quinta-feira (7), após ficar mais de 30 dias preso em Goiás. Ele desembarcou no Aeroporto Internacional Atlas Brasil Cantanhede e foi recebido por agentes da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc). Ainda não há informação oficial sobre qual unidade prisional Mota permanecerá detido.

O ex-senador foi preso em 30 de outubro, na cidade de Nerópolis, no interior de Goiás, pela suspeita de mandar matar Antônia Araújo de Sousa, de 52 anos, mãe de sua filha de 18 anos que o acusou de estupro às vésperas das eleições de 2022. A vítima foi morta três dias antes de depor sobre a acusação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Antônia foi assassinada com um tiro na cabeça no dia 29 de setembro, por volta das 6h30, no bairro Senador Hélio Campos. Câmeras de segurança flagraram o momento da execução.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) para trazer mais esclarecimentos sobre a chegada de Mota e aguarda o retorno.

O que você está achando da nova FOLHA BV?

Publicidade