EM MUCAJAÍ

Acusados de latrocínio de idoso são presos

As prisões foram efetuadas pelas Polícias Civil e Militar

Os acusados foram presos pelas Polícias Civil e Militar (Foto: Ascom/PCRR)
Os acusados foram presos pelas Polícias Civil e Militar (Foto: Ascom/PCRR)
Publicidade
Publicidade

Dois homens acusados de latrocínio do idoso Bento Souza da Silva, de 78 anos, em Mucajaí, foram presos pelas Polícias Civil e Militar nesta segunda-feira, 12. Os policiais continuam as diligências para localizar e prender um terceiro envolvido no latrocínio, que está foragido.

De acordo com informações prestadas pelo delegado titular de Mucajaí, Wulpslander Trajano Júnior, a equipe da Polícia Civil iniciou as investigações imediatamente, juntamente com a equipe da Polícia Militar. Inclusive, percorreram locais onde os acusados poderiam vender pertences da vítima, pois foi constatado também que além do dinheiro, aproximadamente R$ 1.000, foram roubados uma caixa de som e um ventilador.

As diligências apontaram que um dos envolvidos no crime vendeu a caixa de som para A. C. D., de 26 anos, que foi preso em flagrante por crime de receptação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Ele indicou aos policiais que comprou a caixa de som de um adolescente. Na continuidade das diligências, os policiais localizaram o adolescente que disse que somente vendeu a caixa de som a pedido do irmão, E. M. S., apelidado de “Capetinha”, acusado de outros crimes na cidade, inclusive de latrocínio. O adolescente disse também que foi chamado para praticar o crime, mas que não participou. Entretanto, ele revelou aos policiais que o crime foi cometido pelo irmão E. M. S., juntamente com C. J. C. R., de 21 anos e L. B. G., de 20 anos. As diligências estão em andamento para prender E. M. S.

A. C. D. foi autuado em flagrante pelo crime de receptação. Contra C. J. C. R., e L. B. G., foi lavrado um APF (Auto de Prisão em Flagrante) por crime de latrocínio.

Os homens serão apresentados nesta terça-feira, dia 13, na Audiência de Custódia.

Em análise preliminar, Bento teria morrido, possivelmente, por um ferimento no rosto provocado por um objeto pontiagudo ou que cause contusão. (Foto: reprodução)
Publicidade