RORAIMA

Hacker reivindica autoria de ataque ao site da Uerr e cobra ações contra assédios

Suspeito explicou que a possível falta de resultado sobre as denúncias refletem "uma falha significativa em nossas estruturas sociais"

Site da Uerr ficou fora do ar (Foto: Divulgação)
Site da Uerr ficou fora do ar (Foto: Divulgação)

Um hacker reivindicou a autoria do ataque ao site da Universidade Estadual de Roraima (Uerr). O suspeito, que se apresenta apenas como Azael e diz pertencer ao Coletivo Internacional Anonymous, explicou que a ação desta quinta-feira (26) foi para chamar a atenção para as inúmeras denúncias de assédio sexual supostamente “mal resolvidas” nas instituições de Ensino Superior do Estado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Em e-mail enviado à Folha, Uerr e UFRR (Universidade Federal de Roraima), o hacker, que também reivindica supostos ataques cibernéticos aos sites da UFRR e do Instituto Federal de Roraima (IFRR), explicou que a possível falta de resultado sobre as denúncias refletem “uma falha significativa em nossas estruturas sociais e um desrespeito intolerável pelos direitos humanos básicos”.

O IFRR negou ter sido vítima do ataque e a UFRR prometeu se pronunciar sobre o caso.

Azael diz esperar que o ataque “possa trazer à tona a necessidade urgente de resolver e prevenir casos de assédio sexual em instituições poderosas”. “Esta mensagem não pretende justificar a natureza do ataque, mas sim chamar a atenção para a gravidade da situação”, declarou.

Por fim, o hacker cobrou “medidas imediatas para investigar essas denúncias de assédio sexual e implementar planos eficazes para prevenir futuros casos”, por meio de ambiente seguro e sensível, em que as vítimas se sintam encorajadas a denunciar e receber apoio adequado.