Por Denise Rohnelt Araujo
Em 06/10/2018

Hoje vamos falar sobre um corte de carne que particularmente gosto muito, pelo sabor e pelo preço no açougue: o ossobuco, como chamam na Itália, chambarí ou chambaril, como conhecem no Brasil. Sendo que essa carne é reconhecida como prato típico do Tocantins e muito utilizada em Pernambuco. 

Esse corte é retirado da perna traseira do boi ou da vitela, também conhecido como músculo. É um corte arredondado, com osso em formato de tubo, onde se encontra o tutano, que é rico em proteínas e colágeno. A carne é muito saborosa e deve ser preparada em cozimento lento no forno ou na panela de pressão, para que  fique macia. 

Além do preço excelente, é uma carne versátil utilizada para caldos, sopas, molhos ou simplesmente servida como na receita da Márcia Maboni que é nosso prato do dia.  A Maboni é um açougue com variados tipos de carnes e cortes de boi, porco, frango, carneiro e até peixe, embalados a vácuo, o endereço é Rua Perimetral Norte 495, Aparecida. 

Não percam o programa da coluna na TV Folha BV com receitas para as crianças. 
Até o próximo sábado !


__________________________________________________________
PRATO DO DIA

Chambari ou Ossobuco com purê de batatas 
Receita Marcia Maboni


INGREDIENTES

03 pedaços de Chambari 
01 pimentão verde 
04 pimentas de cheiro 
01 cebola roxa cortada em cubinhos 
01 lata de tomate pelatti 
½ maço de salsinha 
½ maço de cebolinha 
Folhas de manjericão a gosto 
Sal a gosto 
Tempero de carne a escolha 
01 colher de chá de pasta de alho 
02 colheres de sopa de azeite de oliva 
Farinha de trigo para selar a carne

MODO DE PREPARO

Passar a farinha de trigo nos pedaços de carne, retirar o excesso. Levar a carne para selar na panela de pressão com um pouco de azeite, deixar a carne bem dourada. Retirar a carne e reservar.

Na mesma panela, colocar um pouco mais de azeite, refogar o alho, a cebola, o pimentão, as pimentas de cheiro, um pouco da cebolinha e a salsinha, o tomate pelatti, colocar um pouco de água. A carne deve cozinhar na panela de pressão em fogo baixo por aproximadamente 20 minutos, depois que pegar pressão. Servir com um purê de batatas.



"LIVRO CULINÁRIA BRASILEIRA - MUITO PRAZER", REÚNE 170 RENOMADOS PROFISSIONAIS DA GASTRONOMIA DO CABURAÍ AO CHUÍ. 

A jornalista gastronômica Roberta Malta Saldanha lança pela Editora Alaúde o livro Culinária brasileira, muito prazer, o resultado de mais de cinco anos de pesquisa de nossas tradições e costumes. Segundo o prefácio de Daliana Cascudo, neta do grande Luís da Câmara Cascudo, “verdadeira geografia da alimentação no Brasil”. 

O livro explora nossa riquíssima gastronomia por meio de ingredientes e pratos típicos de todas as regiões, além de mais de 170 receitas de grandes profissionais do país. Roberta descreve comidas, bebidas e ingredientes que são a própria definição da cozinha brasileira (moqueca, pato no tucupi, picadinho, feijoada, virado à paulista, escondidinho, brigadeiro, cocada, mandioca e cachaça, apenas para citar alguns), sem deixar de lado as influências europeias e africanas que moldaram o nosso jeito de comer. Assim, o leitor percorre as páginas do livro e encontra frutas, verduras, legumes, peixes, ervas, temperos que se mistura em pratos como: muçuã de botequim, baixaria, mojica de jacaré, buré, entrevero, desejo de Catirina e outras delícias do nosso receituário. 

Para ilustrar esta verdadeira enciclopédia gastronômica, Roberta contou com a consultoria culinária da jornalista Denise Rohnelt de Araujo, além da colaboração de mais de 170 profissionais de cozinha, confeitaria, panificação e coquetelaria, que cederam receitas autorais e releituras exclusivas para compor o panorama detalhado da culinária brasileira de ontem e hoje. 

São entradas, pratos principais, acompanhamentos e sobremesas que mostram como os ingredientes podem ser aproveitados em preparos tradicionais ou bem inovadores. A cada receita Roberta acrescentou seu toque, trazendo detalhes acerca da criação do prato, do prato, do modo de preparar ou do produto utilizado. Trata-se de uma obra de referência ímpar, leitura obrigatória para  estudantes, cozinheiros, profissionais da  gastronomia e apreciadores da boa mesa. 

A jornalista Roberta Malta Saldanha é paulista, iniciou sua carreira na Editora Abril, onde atuou nas revistas Exame VIP (SP), Veja Rio e Veja (RJ), além de ter idealizado a revista Pense Leve, dos Vigilantes do Peso no Brasil. Em 1994, foi convidada a planejar e executar o primeiro evento gastronômico do Brasil, o Boa Mesa. 
Dedicou-se a escrever sucessos, como o Dicionário tradutor de gastronomia em seis línguas (2007); a edição revista e atualizada do Dicionário de termos gastronômicos em seis idiomas (2016); Histórias, lendas e curiosidades da gastronomia, premiado com o Jabuti em  2012; o Minidicionário de enologia em 6 idiomas, finalista do prêmio Jabuti em 2013; Histórias, lendas e curiosidades da confeitaria e suas receitas, vencedora do Gourmand Awards 2016, na categoria Best Pastry & Deserts Book; Histórias, lendas e curiosidades das bebidas alcoólicas e suas receitas, em 2017, todos publicados pela Editora Senac. 

Outras obras da autora são: Sabores da Copa (2014); Vinho nacional: a história do vinho na Serra Gaúcha (2014), finalista do Jabuti em 2015; Vinhos & Vinhas Brasileiros (2017); Vinho: Histórias, particularidades e seus destilados (2013).

Denise Rohnelt Araujo
jornalista@teste.com.br
http://meusite.com.br
Aqui ficará as informações sobre o colunista e a coluna.
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Letras Saborosas
+ Ler mais artigos de Letras Saborosas