SAÚDE
Médico realiza palestra gratuita sobre obesidade
Gostei (4) Não gostei (0)
O cirurgião bariátrico, doutor Victor Dib vem a Roraima para proferir uma palestra nesta sexta-feira (17). Ele é especialista em bariátrica por vídeo e vai tirar dúvidas sobre o assunto
Por Raisa Carvalho
Em 17/11/2017 às 00:35
O especialista é Membro da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED) (Foto: Divulgação)

A obesidade é o acúmulo de gordura no corpo causado quase sempre por um consumo excessivo de calorias na alimentação. Esse acúmulo pode gerar uma série de doenças como diabetes e hipertensão. 

Sobre esse assunto, o cirurgião bariátrico, doutor Victor Dib, vem a Roraima para proferir uma palestra e explicar como tratar a obesidade, nesta sexta-feira (17) a partir das 19 horas. “A obesidade é considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) a epidemia global do século XXI. Mais do que um problema estético, a obesidade está associada a várias doenças, por isso a importância de preveni-la”.

O evento é organizado pela Clínica Albuquerque e irá ocorrer no Auditório do Aipana Plaza Hotel, localizado na praça do Centro Cívico, 974 – Centro. Para participar, a organização pede alimentos não perecíveis que serão doados para A Casa do Timóteo. O evento é voltado para todos que tiverem curiosidade sobre os tratamentos indicados para combater a obesidade.

O especialista é graduado em medicina pela Universidade Federal do Amazonas e tem doutorado em Cirurgia do Aparelho Digestivo pela Universidade Federal de Pernambuco, e é Membro da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED).

O médico possui um site http://www.institutovictordib.com.br/ voltado para tirar dúvidas sobre os principais tratamentos, entre eles a cirurgia bariátrica e o balão intragástrico.

Cenário Atual

No Brasil, a prevalência do sobrepeso e obesidade cresceu de maneira importante nos últimos 30 anos. Atualmente, mais da metade da população está acima do peso, representando um dos principais desafios de saúde pública neste início de século. Uma grande preocupação médica é o risco elevado de doenças associadas ao sobrepeso e obesidade, observando-se um incremento de dez vezes na incidência de eventos cardiovasculares em indivíduos obesos mórbidos, com consequente aumento de mortalidade.

Causas e consequências

Hábitos alimentares inadequados, estilo de vida sedentário e genética podem ser fatores decisivos para a obesidade. Atualmente o padrão de consumo alimentar está baseado na ingestão de alimentos com alto valor calórico e baixa qualidade nutricional, o que contribui bastante para o aumento da obesidade.

As facilidades geradas pela vida moderna como: elevadores, controles remotos, escadas rolantes, automóveis etc., tem contribuído bastante para a diminuição do gasto de energia, fazendo com que o sedentarismo seja um dos causadores do ganho de peso excessivo.

É muito frequente observar-se que um indivíduo com obesidade mórbida tem um ou mais membros na família com o mesmo problema. Esse fator assume maior importância quando somado aos fatores ambientais. Um ambiente obesogênico (favorecedor da obesidade) é a preocupante realidade atual, pelo seu potencial em instalar, agravar e perpetuar essa situação. Na verdade, “a genética carrega a arma, mas é o ambiente que aperta o gatilho”.

À medida que o excesso de peso (gordura) aumenta, a possibilidade de desenvolvimento de doenças (morbidez) também aumenta. Daí o termo obesidade mórbida (que acarreta morbidez/doença). Todo indivíduo com IMC maior que 40 kg/m² é considerado obeso mórbido, ou entre 35 e 40 kg/m², quando associado à comorbidez.

Fonte: Instituto Victor Dib

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!