TRAGÉDIA EM AMAJARI
Fogo destrói residência e duas crianças morrem carbonizadas em comunidade indígena
Gostei (3) Não gostei (38)
Equipes do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) e da Criminalística da Polícia Civil foram acionadas para averiguar as causas do incêndio
Por Luan Guilherme Correia
Em 10/11/2017 às 09:00
Duas crianças, sendo uma menina e um menino, morreram no incêndio (Foto: Divulgação)

Duas crianças, sendo um menino e uma menina, morreram carbonizadas em um incêndio ocorrido na madrugada desta sexta-feira, 10, em uma residência na comunidade indígena Três Corações, localizada no município de Amajari, região Norte de Roraima.

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) e da Criminalística da Polícia Civil foram acionadas para averiguar as causas do incêndio. O Instituto Médico Legal (IML) também já foi acionado para fazer a remoção dos corpos das vítimas.

Segundo informações preliminares de moradores da comunidade, o local teria sofrido uma queda de energia e as crianças teriam acendido uma vela próximo às cortinas da residência, o que pode ter ocasionado a tragédia.

Nem Corpo de Bombeiros e nem a Polícia Civil souberam informar se os pais das crianças estavam no local no momento em que a residência foi atingida pelo incêndio. Também não foi possível, ainda, identificar as vítimas.

O comandante operacional do Corpo de Bombeiros, coronel Everson Cerdeira, informou que quando foram acionados o incêndio já havia acabado.

“Já haviam constatado que as crianças estavam mortas. Estamos encaminhando a perícia para verificar as causas do incêndio”, disse o comandante.

A Polícia Civil do município também foi acionada e irá investigar o caso. 

Mais informações a qualquer momento e matéria completa na edição impressa deste final de semana.

Corpos das crianças foram removidos pelo IML e a perícia foi acionada para investigar as causas do acidente
Casa de madeira ficou destruída pelas chamas
Estrela disse: Em 10/11/2017 às 14:32:16

"Bem, a residência era um pequeno barraco, não havia janelas e nem cortinas, apenas duas portas. parte era de saibro e parte de madeira. As crianças estavam sozinhas e a mã teria ido a Boa Vista, fazer não sei o quê. Acenderam a vela em cima da botija de gas, não se sabe como iniciou o incêncio, mas houve explosão da botija."