Entretenimento

Empresa faz sucesso apostando no “bolos simples” e na receita da vovó

Na Folha do Empreendedor de hoje você vai conhecer a trajetória dos empresários paraibanos Wanderlon de Melo Costa e Rita de Cássia Moreira Costa, que descobriram nas tradicionais receitas da família o segredo para produzir bolos deliciosos, dos mais variados sabores, que agradam pela simplicidade e maneira artesanal e caseira que são produzidos. O sucesso do casal pode ser comprovado pelo volume comercializado diariamente que supera as 100 unidades e deu origem a um negócio promissor.
Seja na mesa do café da manhã ou no lanche da tarde, uma opção que não pode faltar na mesa do brasileiro, ao lado do tradicional pãozinho, é o bolo. As opções de sabores e recheios são inúmeras, para todos os gostos e possibilita uma infinita combinação de sabores. No entanto, mesmo com tanta variedade à disposição do consumidor, o tradicional “bolo da vovó”, preparado de forma artesanal, com ingredientes básicos, nunca saiu de moda e até hoje se mantém entre na lista dos preferidos, agradando tanto a paladares mais exigentes quanto aos consumidores comuns. E foi acreditando no poder comercial desse produto confirmado pelo seu grande consumo que o casal de empresários paraibanos Wanderlon de Melo Costa e Rita de Cássia Moreira Costa (ele, um ex-bancário; e ela, dona de casa) trocou a cidade de Campina Grande (PB), onde viviam, por Boa Vista, local escolhido para morar e iniciar uma nova etapa de suas vidas. Em Roraima, o casal abriu a Vitrine dos Bolos, uma empresa especializada na fabricação e venda de bolos, a primeira casa de bolos caseiros de Boa Vista, empresa que emprega toda a família, além de gerar empregos diretos e indiretos.
Natural de Serra Branca, interior da Paraíba, Wanderlon foi criado no sertão do estado. Filho de uma educadora física e de um comerciário, inseriu-se no mercado de trabalho aos 18 anos como estagiário na Caixa Econômica Federal, e aos 22 anos, ingressou em outro banco, onde permaneceu por 24 anos, saindo apenas em 2011, profissão a que dedicou grande parte da sua vida. A saída do emprego também trouxe o desejo de investir no próprio negócio.
Sua primeira investida foi a criação de aves (codornas) no interior da Paraíba, mas confessa que a falta de experiência e conhecimento do negócio comprometeram a sobrevivência da empresa.   
Mesmo com a experiência mal sucedida, não desanimou. Pelo contrário! Reuniu forças e coragem para estudar mais sobre negócios e empreendedorismo e iniciou uma etapa importante de auto avaliação e aprendizado. “Fiz alguns cursos no Sebrae. Entre eles o ‘Aprendendo a Empreender e Empreendedorismo. No curso, aprendi a planejar, calcular preço, conhecer fornecedor, escolher o melhor lugar, um ponto estratégico para instalar o negócio, entre outras informações fundamentais para o crescimento de um negócio”, disse ele que também é formado em Administração.
A cidade de Boa Vista, capital de Roraima, já era um destino que fazia parte do roteiro da família, e ele conta que em 2009, em visita à família durante as férias, conheceu melhor a cidade e gostou do que viu, principalmente da “capacidade de desenvolvimento e crescimento do Estado”. “Tinha interesse em montar um novo negócio e percebi que a cidade apresentava perspectiva de progresso e boas oportunidades de negócios”, avaliou.
Em 28 de setembro de 2012, a família chega ao Estado de “mala e cuia”, como costumam falar pessoas humildes que saem em buscam novas oportunidades de vida, disse. “Passamos quatro meses analisando o que fazer e onde investir. No início, pensamos em uma tapiocaria, mas desistimos pela dificuldade e gastos com mão de obra”, afirmou.
Foi numa conversa informal entre amigos que o casal despertou para um produto que tem uma ótima aceitação no mercado, além de grande poder comercial: o bolo, alimento sempre presente na mesa da família e “testado e aprovado pelos amigos próximos”.
“A venda de bolos prontos é uma atividade muito comum no nordeste e minha esposa sempre preparava bolos em casa para a família e amigos próximos e vi que não havia uma empresa desse segmento em Boa Vista”, explicou.
Revela que os primeiros clientes foram os amigos próximos, que provaram e aprovaram as receitas. “Temos algumas receitas bem nordestinas, como o pé de moleque e o bolo de batata. No início, começamos em casa, fazendo bolos por encomenda, e após cinco meses, mudamo-nos para nossa empresa”, comemorou.
No início, o casal produzia, no máximo, dez bolos por dia, de forma improvisada em um pequeno forno doméstico na cozinha de casa. “Com o aumento da procura, em três meses, já adquirimos um forno semi-industrial para ampliar a produção”, afirmou.
Devido à necessidade de ter espaço adequado para produção e comercialização dos bolos, Wanderlon começa a pesquisar um ponto comercial. “Encontrei um local na av. Capitão Júlio Bezerra, com estacionamento disponível e próximo a dois grandes supermercados e numa avenida movimentada”.
No dia 6 de março de 2013 os empresários inauguram a “Vitrine dos Bolos”, um espaço onde além de funcionar a loja, abriga uma pequena cozinha industrial, construída pelos empresários com capacidade para produzir até 250 bolos por dia. Atualmente, o negócio é tocado pela família, que divide as tarefas entre produção e comercialização entre ele, a esposa e os dois filhos, além de uma funcionária contratada.
O uso de ingredientes naturais e sem aditivos químicos dão sabor especial às receitas
Atualmente, a Vitrine dos Bolos oferece mais de 25 opções de bolos, tortas e pudins. Grande parte dos bolos preparados com ingredientes básicos e com receitas tradicionais da família, num processo de produção de forma artesanal e caseira.
A afirmação é da empresária Rita, que cresceu acompanhando a mãe e a avó na cozinha, e mais tarde preparava todas as delícias para a família e agora está compartilhando com seus clientes. “Na minha casa sempre houve mesa farta, mas nunca pensei em produzir para vender, porém percebemos a viabilidade do negócio”, conta orgulhosa.
A cozinha fica sob sua responsabilidade e é ela quem controla todo o processo de produção. “Antes de o ingrediente ir para a máquina, inspeciono todos os ingredientes. Não utilizamos produtos químicos, os sucos são naturais, de frutas extraídas na hora do preparo. As receitas não recebem qualquer tipo de corantes, essências ou conservantes”, ressaltou.
Para agradar os clientes, a empresária sempre descobre e testa uma nova receita. Uma de suas preocupações é variar e inovar para criar novas receitas e sabores. Um das novidades é o bolo de carimã. “A maioria é receita de família, como pé de moleque, maça com nozes, macaxeira, entre outros, mas sempre busco novos ingredientes e outras opções de sabores e combinações”, comentou.
Um novo serviço que os empresários pretendem implantar em breve é o serviço de entrega Delivery. Para quem deseja fazer encomendas ou reservas de bolos, pode entrar em contato pelos telefones: 8124 – 6240 / 9125-6663 (Whatsapp). O pagamento pode ser feito em dinheiro ou cartão de crédito.
Os valores variam entre R$ 14, para os bolos mais simples, nos sabores laranja, cenoura, limão, coco, chocolate, maracujá, formigueiro, fubá, mesclado, café e trigo; R$ 19, sabores queijo, tapioca, damasco, banana com passas, milho e leite; R$ 20, para bolos de carimã, macaxeira e maçã com nozes; R$ 22, batata doce e pé de moleque, e R$ 25, para pudim, torta de abacaxi, torta de banana e torta de maça. Estes últimos vendidos sob encomenda.
A Vitrine dos Bolos fica localizada na av. Capitão Júlio Bezerra, 2091-1 –Bairro 31 de Março (em frente ao Supermercado Alencar VIP). Funciona na segunda-feira, das 12h às 19h, e de terça-feira a sábado, das 7h30 às 19h, sem intervalo para o almoço. Telefones para contato: 8124 – 6240 / 9125-6663 (Whatsapp), tanto para encomendas como para reservas. E pela internet (www.facebook.com/vitrinedosbolos) ou no instagran (@vitrinedosbolos).
PERFIL Nome Completo: Wanderlon de Melo Costa e Rita de Cássia Moreira Costa Estado Civil: Casados Idade:48 anos e 49 anos Filhos: Dois filhos: Rafael Gonzaga Moreira Costa Leal, 28 anos; e Rafaela Gonzaga Moreira Costa, 26 anos) ———————————————————————————————————————————
Por que investir em Roraima? A perspectiva de crescimento, a cidade acolhedora, que oferece uma boa qualidade de vida e a aceitação e aprovação dos nossos bolos pelo público.  
Momento Inesquecível: O recomeço em Boa Vista, uma nova cidade, novo projeto.   O melhor da vida empresarial: É poder realizar um sonho e saber que tudo que investirmos terá retorno e podemos repassá-lo aos nossos filhos.   O que é ser empreendedor? Não ter medo de ariscar, encarrar as dificuldades e aprender com os erros, acreditando sempre no que faz.   Qual o segredo para fidelizar um cliente? Presteza no atendimento, produtos de qualidade e preços, além da pontualidade nas encomendas.   Que conselho você daria a alguns que queiram montar o seu próprio negócio? Conhecer o que vai fazer, ter domínio do que pretende vender, fazer um plano de negócio ou pesquisa de mercado para conhecer a concorrência, fornecedores…   Qual o diferencial de sua empresa? A qualidade dos produtos, a variedade, que são preparados com produtos naturais sem uso conservantes, corantes e essências e o horário de atendimento, produtos frescos feitos no dia.
Qual sua próxima meta? Expandir o negócio e implantar o serviço de entrega Delivery.
[email protected];

Publicidade