CINE SESC RR

Curtas-metragens produzidos por indígenas Yanomami são exibidos nesta sexta (1º)

Um dos curtas-metragens exibidos pode ser primeiro filme dirigido por cineasta indígena a representar Brasil no Oscar

Morzaniel Ɨramari, diretor do filme Mãri hi – A árvore dos sonhos”. (Foto: reprodução/Guilherme Gnipper)
Morzaniel Ɨramari, diretor do filme Mãri hi – A árvore dos sonhos”. (Foto: reprodução/Guilherme Gnipper)
Publicidade
Publicidade

Três curtas-metragens produzidos por indígenas Yanomami serão exibidos nesta sexta-feira (1º) no Cine Sesc RR, no bairro Mecejana, com entrada de 01kg de alimento não perecível. Um deles, o filme “Mãri hi – A árvore dos sonhos”, pode ser primeiro filme dirigido por cineasta indígena a representar Brasil no Oscar. (Confira a lista de filmes mais abaixo).

Os filmes inauguram a nova produção audiovisual dos Yanomami, produzidos por jovens que fazem parte de um grupo composto em 2018 pela Hutukara para se tornarem comunicadores e difundirem o trabalho da associação entre os indígenas, outros povos e os não-indígenas. Além disso, também tem objetivo de ampliar a luta pelos direitos indígenas sob novos pontos de vista e de fomentar a circulação de saberes entre os jovens e os mais velhos.

Os filmes são uma produção Aruac Filmes com coprodução da Hutukara Associação Yanomami e produção associada da Gata Maior Filmes. Os filmes contam com o apoio institucional do Instituto Socioambiental e apoio de uma rede de fundações e apoiadores internacionais que trabalham diretamente com a Amazônia Brasileira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Curtas

No Cine Sesc RR será exibido o filme “Mãri hi – A árvore dos sonhos” dirigido por Morzaniel Ɨramari, primeiro cineasta Yanomami, que conta com a participação do grande líder político e xamã Davi Kopenawa. O cineasta estará presente durante a exibição dos curtas e deve contar ao público como foi realizar o filme.

“Mãri hi – A árvore dos sonhos” tem participado de vários festivais pelo Brasil e em outros países, sendo vencedor de prêmios, em destaque para dois Kikitos, com o Prêmio de Melhor Fotografia e Prêmio do Júri no Festival de Gramado e ainda no Festival É Tudo Verdade, que venceu na categoria Melhor Documentário de Curta-Metragem Nacional. Com este último prêmio, a produção se qualificou para tentar uma vaga no Oscar na categoria Melhor Documentário em Curta-Metragem.

Além do filme de Morzaniel Ɨramari, serão exibidos dois curtas-metragens: “Yuri u xëatima thë – A Pesca com Timbó” e “Thuë pihi kuuwi – Uma Mulher Pensando”, ambos com direção compartilhada entre Aida Harika, Roseane Yariana e Edmar Tokorino.

Os quatro cineastas vivem na região do Demini, na Terra Indígena Yanomami (TIY), situada entre os Estados de Roraima e Amazonas, mesmo lugar do registro dos três filmes, na grande casa coletiva da aldeia Watorikɨ. 

Serviço

Exibição dos filmes Yanomami “Mãri hi – A árvore dos sonhos”, “Yuri u xëatima thë – A Pesca com Timbó” e “Thuë pihi kuuwi – Uma Mulher Pensando”.

Quando: 01 de dezembro, às 20h,

Local: Cine Sesc RR, Rua Jaranã s/n, no bairro Mecejana.

Entrada solidária: Doação de 01kg de alimento não perecível por participante, destinado ao Programa Sesc Mesa Brasil. 

Contatos: (95) 98123-9487 (Marília Senlle) e (95) 99125-1277 (Evilene Paixão).

Publicidade