Cultura

Filme que conta a história de Mike Guy-bras vence prêmio nacional

Obra foi selecionada pela V Mostra Sesc de Cinema

“MIKE é um filme musical, flui entre as histórias e músicas autorais do artista Mike Guy-bras, a vida de um imigrante, uma mistura de culturas, Brasil e Guyana, seus sabores, influências e trajetórias” assim define o filme roraimense que conta a história do músico Mike Guy Braz pelo produtor e realizador Claudio Lavor.

Marcos Edwards, mais conhecido como Mike Guy-Brás, é conhecido por ser um dos principais nomes do reggae no extremo norte do Brasil.

 “ Acredito que todos estes itens, fazem o público ter uma conexão imediata ao filme. O público sorri, canta e se emociona ao assistir MIKE” completa.

A obra foi uma das selecionadas pela V Mostra Sesc de Cinema, entre mais de  de 1.600 inscrições.

“Como produtor e realizador, fico muito feliz, é um filme que foi feito com muito empenho e amor de toda a equipe. É uma seleção importante, pois a MSDC Mostra Sesc de Cinema é aberta para filmes de todo o Brasil, e ser selecionado é estar em circulação por todo o país e em listas regionais. Roraima já produz, coproduz e realiza filmes a muitos anos. Temos filmes premiados e selecionados em festivais e mostras nacionais e internacionais, portanto, mais do que nunca, MIKE só reafirma a qualidade dos filmes roraimenses e nortistas” disse.

Filme realizado por Claudio Lavor conta a história de Mike Edwards, vocalista da Guy Bras (Foto: Arquivo pessoal)

Mike

O filme conta a história de vida de Marcos, sobre seu trabalho como vendedor ambulante de doces até a fundação da banda Guy-Bras, que anos depois grava “To Zion” e “The Best Of Guy-Bras”, além de um dvd ao vivo chamado “Transparente Reggae”. Nascido em Georgetown, na Guiana, Mike é naturalizado como brasileiro e reside em Boa Vista. O artista é conhecido por ser um dos principais nomes do reggae no extremo norte do Brasil.

“Mike é um grande amigo, e desde o início de sua carreira como artista, sempre achei que sua vida daria um filme de ficção, mas veio a oportunidade de um documentário, e junto, com outro grande parceiro do cinema, Jonathas Bernard, chegamos no argumento para o documentário. Era claro pra mim que seria um filme intimista, com Mike, narrando e sendo protagonista do filme” explicou Claudio Lavor.

As gravações ocorreram durante uma viagem da equipe para a República Cooperativa da Guyana, além das gravações em Boa Vista. “Ter o Mike em todas as gravações foi maravilhoso. Ele e sua família foram sempre cordiais, e tiveram muita  paciência, pois o dia a dia de produção é bem puxado. Todo o processo foi mágico” finalizou.

Além de Mike, o filme Rabíola de Thiago Briglia também foi selecionado

O filme roraimense Rabíola dirigido por Thiago Briglia e produzido pela Platô Filmes também é um dos representantes roraimenses no festival. 
Rabiola é curta-metragem de ficção, com duração de 14 minutos, que aborda questões como as relações sociais estabelecidas no contexto da crise migratória em Boa Vista, a partir de uma disputa de papagaios entre uma criança brasileira e duas crianças venezuelanas.