SAÚDE

Vacinação humana contra o vírus da raiva será realizada nesta quinta-feira (30)

Interessados precisam portar carteira de vacinação e CPF

O público-alvo são pessoas que trabalham com animais como cão e gato. (Foto: Arquivo)
O público-alvo são pessoas que trabalham com animais como cão e gato. (Foto: Arquivo)
Publicidade
Publicidade

Nesta quinta-feira (30), será realizada uma ação de vacinação humana contra o vírus da raiva, tendo como público-alvo pessoas que trabalham com animais como cão e gato. A iniciativa promovida pelo Centro Universitário Estácio da Amazônia em parceria com a secretaria municipal de Saúde de Boa Vista, ocorrerá a partir das 9h, na Policlínica de Medicina Veterinária, no campus do bairro União.

De acordo com a coordenadora do curso de Medicina Veterinária, Érika Aragão, todo médico veterinário, por trabalhar com animais de todas as espécies e raças, precisa estar protegido para minimizar problemas com acidentes por mordedura ou arranhadura que transmitam zoonoses. “Sabendo disso, o CFMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária) incentiva profissionais e alunos do curso a procurarem postos de saúde para tomar a vacina antirrábica”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Por esse motivo, o público-alvo prioritário são pessoas que trabalham com animais como cão e gato. 

Érika esclareceu que são duas doses atualmente e, em seguida, é necessário fazer a titulação, que é a quantificação da concentração viral no organismo, para saber se a imunização funcionou ou se é preciso tomar uma dose mais.

“No período de estágio nossos alunos têm contato direto com animais e, por consequência, com a doença, por isso viabilizamos essa vacinação”, disse ao explicar que a primeira dose será aplicada na Estácio e a segunda, como já estarão cadastrados no sistema, pelo Controle Municipal de Imunização (CMI), será aplicada em postos de saúde.

A coordenadora salientou que essa não é uma vacina de rotina, e é aplicada apenas aos que têm vivência com o grupo de animais que podem transmitir a doença. Os interessados precisam portar carteira de vacinação e CPF.

Publicidade