SAÚDE MENTAL

Entenda a importância do cálcio na prevenção da insônia e da depressão

A relação entre cálcio, insônia e depressão também está ligada à regulação dos hormônios do estresse, como o cortisol

O cálcio é conhecido principalmente por seu papel na saúde óssea, mas seu impacto na função cerebral está se tornando cada vez mais evidente (Foto: Raisa Carvalho)
O cálcio é conhecido principalmente por seu papel na saúde óssea, mas seu impacto na função cerebral está se tornando cada vez mais evidente (Foto: Raisa Carvalho)
Publicidade
Publicidade

A insônia e a depressão são duas condições de saúde mental que afetam milhões de pessoas em todo o mundo, prejudicando significativamente sua qualidade de vida. Embora as causas desses distúrbios sejam multifacetadas, pesquisas recentes destacam a importância de nutrientes específicos, como o cálcio, na regulação do sono e do humor.

Bem-estar emocional

O cálcio é conhecido principalmente por seu papel na saúde óssea, mas seu impacto na função cerebral está se tornando cada vez mais evidente. Estudos mostram que o cálcio desempenha um papel crucial na regulação dos neurotransmissores responsáveis pelo humor, como a serotonina e a dopamina. Níveis adequados de cálcio são essenciais para manter um equilíbrio saudável desses neurotransmissores, o que pode ajudar a prevenir a depressão e melhorar o bem-estar emocional.

Além disso, o cálcio desempenha um papel fundamental na regulação do ciclo do sono. Durante o sono, o cérebro libera neurotransmissores que promovem o relaxamento e a indução ao sono, e o cálcio desempenha um papel essencial nesse processo. Estudos sugerem que a deficiência de cálcio pode levar a distúrbios do sono, como insônia e dificuldade em manter um padrão de sono saudável.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Cortisol

A relação entre cálcio, insônia e depressão também está ligada à regulação dos hormônios do estresse, como o cortisol. Níveis elevados de cortisol estão associados tanto à insônia quanto à depressão, e o cálcio desempenha um papel na modulação dos níveis desse hormônio. Manter níveis adequados de cálcio pode ajudar a regular a resposta do corpo ao estresse, reduzindo assim o risco de distúrbios do sono e do humor.

Entretanto, é importante notar que a ingestão excessiva de cálcio também pode ter efeitos adversos. Assim como a deficiência, o excesso de cálcio pode prejudicar a saúde e levar a problemas como cálculos renais e comprometimento da função renal. Portanto, é crucial buscar um equilíbrio adequado e obter cálcio por meio de uma dieta variada e equilibrada, além de consultar um profissional de saúde para orientação personalizada.

Para garantir a ingestão adequada de cálcio, é recomendável incluir alimentos ricos nesse mineral na dieta, como laticínios, vegetais verdes folhosos, sardinha, salmão e tofu. Além disso, suplementos de cálcio podem ser considerados em casos de deficiência, mas sempre sob orientação médica.

Procurar ajuda

Embora o cálcio desempenhe um papel crucial na regulação do humor e na prevenção da depressão, é fundamental reconhecer que o combate eficaz a essa condição requer uma consulta médica.

 Enquanto uma dieta rica em cálcio pode ser benéfica, é igualmente importante buscar ajuda médica adequada. A depressão é uma condição complexa que pode ser influenciada por uma variedade de fatores, incluindo predisposição genética, desequilíbrios químicos no cérebro, estresse, traumas emocionais e outros problemas de saúde. 

Portanto, consultar um profissional de saúde qualificado, como um médico ou psicólogo, é essencial para obter um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado. Isso pode incluir terapia, medicamentos, mudanças no estilo de vida e outras intervenções personalizadas para ajudar a gerenciar e superar os sintomas depressivos.

Alimentos ricos em cálcio

  1. Leite: O leite é uma excelente fonte de cálcio facilmente absorvível pelo organismo. Tanto o leite integral quanto o desnatado oferecem quantidades significativas de cálcio.
  2. Iogurte: Assim como o leite, o iogurte é uma ótima fonte de cálcio. Escolha opções com baixo teor de gordura e sem adição de açúcar para obter os benefícios sem excesso de calorias.
  3. Queijo: Diversos tipos de queijo, como o queijo cheddar, o queijo suíço e o queijo cottage, são ricos em cálcio. No entanto, lembre-se de consumir com moderação devido ao seu teor de gordura.
  4. Sardinha enlatada: As sardinhas enlatadas com ossos são uma excelente fonte de cálcio. Além disso, são uma opção rica em ômega-3 e proteínas.
  5. Vegetais verdes folhosos: Alguns vegetais verdes, como couve, espinafre e brócolis, são boas fontes de cálcio. No entanto, é importante notar que eles também contêm oxalatos, que podem interferir na absorção do cálcio.
  6. Amêndoas: As amêndoas são uma excelente fonte de cálcio, além de oferecerem outros nutrientes importantes, como proteínas e fibras.
  7. Sementes de gergelim: As sementes de gergelim são uma opção rica em cálcio e podem ser adicionadas a saladas, iogurtes ou smoothies para aumentar a ingestão desse mineral.
  8. Feijões e leguminosas: Alguns feijões e leguminosas, como feijão branco, feijão preto e grão-de-bico, contêm quantidades significativas de cálcio. Eles também são uma excelente fonte de proteína vegetal.
Publicidade