ELEIÇÕES MUNICIPAIS

TSE pretende criar regra sobre inteligência artificial na campanha de 2024

A preocupação dos ministros é com o uso do instrumento para disseminar notícias falsas sobre concorrentes e sobre o processo eleitoral.(Foto: Arquivo FolhaBV)
A preocupação dos ministros é com o uso do instrumento para disseminar notícias falsas sobre concorrentes e sobre o processo eleitoral.(Foto: Arquivo FolhaBV)

Preocupados com o uso do instrumento da Inteligência Artificial para disseminar notícias falsas sobre concorrentes e sobre o processo eleitoral, ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) estão discutindo a possibilidade de regulamentar o uso da ferramenta na campanha de 2024, quando candidatos concorrerão a cargos municipais.

Na próxima quinta-feira (4), a ministra Cármen Lúcia, relatora das instruções normativas para as eleições deste ano, deve publicar as minutas com sugestões de regras para o pleito. Até o dia 19, interessados poderão enviar sugestões de ajustes nos textos das minutas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



As audiências públicas para debater o assunto no TSE estão agendadas para os dias 23, 24 e 25 de janeiro. Entre os tópicos a serem discutidos estão: pesquisas eleitorais, auditoria e fiscalização dos sistemas eleitorais, registro de candidatura, Fundo Especial de Financiamento de Candidaturas, prestação de contas, propaganda eleitoral e ilícitos eleitorais.

Poderão participar das audiências partidos políticos, representantes de TREs (Tribunais Regionais Eleitorais), além de associações profissionais e acadêmicas.

A partir dos temas debatidos, os ministros do TSE baterão o martelo sobre as regras da disputa eleitoral. As instruções devem ser aprovadas no plenário da corte até 8 de março.