Política

Jalser e Denarium falam em harmonia entre poderes

A Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) retomou nesta terça-feira, 18, as atividades das sessões plenárias. A solenidade contou com a presença de parlamentares e autoridades do Estado, com a premissa de união entre os poderes para solucionar os problemas de Roraima, dentre eles a saúde pública.

A fala de harmonia entre o Poder Legislativo e Executivo foi foco do discurso do presidente da ALE-RR, deputado Jalser Renier (SD). Na ocasião, o parlamentar frisou que os momentos de desentendimento com a gestão do governador Antonio Denarium (sem partido) ‘são página virada’ e ficaram para trás.

“Entendo que políticas públicas têm que ser feitas com harmonia, respeito e alcance da sociedade. O Estado vive hoje um drama na saúde pública e, ao invés de criticar, precisamos nos unir para resolver o problema”, declarou.

Ainda sobre a questão da saúde estadual, Jalser declarou que vê as alterações na gestão da Sesau com preocupação, mas que é preciso um diálogo com os gestores, assistentes e a própria população para achar formas de solucionar o problema, como a realização de audiências públicas sobre o tema.

EXPECTATIVAS PARA 2020 – Dentre as expectativas da atuação do Poder Legislativo para 2020, o presidente da Casa citou que os deputados aguardam a chegada dos projetos de reforma administrativa e reforma da previdência, além das leis de diretrizes orçamentárias (LDO). 

Por fim, o presidente da Casa citou outras medidas que são aguardadas pela ALE-RR em 2020, como a inauguração da sede do programa Abrindo Caminhos, que deve beneficiar mais de 4,6 mil alunos e a nova escola do Poder Legislativo, além da intensificação de programas sociais e a convocação dos aprovados no último concurso público da Casa. “Os planos diretores vão ser entregues aos municípios que estão faltando e os aprovados serão contratados a partir do mês de março”, completou Renier.

Denarium afirma que mudança na Sesau é rotina do Estado

Durante a solenidade, o governador Antonio Denarium (sem partido) citou as mudanças na pasta da saúde, onde afirmou que a mudança do secretário faz parte da rotina do Estado que conta com mais de 30 secretarias em funcionamento.

“Isso às vezes acontece e foi mais uma das alterações que nós fizemos. Nós nomeamos o secretário adjunto, Francisco Monteiro, como interino. E vamos nomear agora um novo secretário adjunto e o segundo adjunto para que possa compor a nossa equipe da saúde e voltar os trabalhos”, declarou.

Sobre a possibilidade de apresentação do projeto de reforma administrativa, citado pelo presidente da ALE-RR, o governador informou que a proposta deve ser encaminhada nos próximos meses ao Legislativo. 

“A reforma administrativa é uma ferramenta super importante, onde o Governo do Estado vai organizar todo o quadro de servidores e otimizar por segmento de política pública. Até no mês de março, em abril no máximo, o projeto de lei vai ser entregue para votação na Assembleia Legislativa”, completou Denarium. (P.C.)

Publicidade