OPERAÇÃO CAÇADA REAL

Polícia prende primeiro suspeito do crime; caçada contra ex-senador continua

Suspeito também é investigado por envolvimento com a morte de uma empresária. Telmário Mota e o sobrinho seguem foragidos

Crime ocorreu na manhã de 29 de setembro (Foto: Divulgação)
Crime ocorreu na manhã de 29 de setembro (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil de Roraima prendeu, na manhã desta segunda-feira (30), Leandro Luz da Conceição, apontado como o autor do disparo fatal contra Antônia Araújo de Sousa, de 52 anos, mãe da filha de 18 anos do ex-senador Telmário Mota. Localizado em Caracaraí, no Sul de Roraima, Conceição também é investigado por envolvimento com a morte de uma empresária em Rorainópolis.

LEIA MAIS

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



O político acusado de ser o mandante do crime, e seu sobrinho, Harrison Nei Correa Mota, o “Ney Mentira” – que supostamente liderou a logística e planejamento do crime, seguem foragidos. Foram autorizadas ainda medidas cautelares contra uma assessora do ex-senador.

A operação Caçada Real (mesmo nome da fazenda do político) tem o apoio de outras Forças de Segurança Pública do Estado e também da Polícia Civil do Distrito Federal. A ação é coordenada pelo delegado João Evangelista, o mesmo que investigou o sequestro e a tortura do jornalista Romano dos Anjos.

Investigações revelam que uma reunião nessa fazenda pode ter sido o ponto de partida para a decisão de cometer o crime. Durante as investigações, foi descoberto que uma motocicleta utilizada no crime teria sido adquirida por um parente do ex-senador. Essa motocicleta, posteriormente, foi entregue a outros envolvidos no crime.

A Polícia Civil informou que ainda realiza diligências no âmbito da operação e prometeu se manifestar ao final das ações. A corporação já encerrou os trabalhos na fazenda.