RETROSPECTIVA 2023

Ouro, desvio de dinheiro e pornografia infantil: Um resumo das operações da PF

Confira as principais operações da PF ao longo de 2023

Policial federal em operação na Universidade Estadual de Roraima (Foto: Nilzete Franco/FolhaBV)
Policial federal em operação na Universidade Estadual de Roraima (Foto: Nilzete Franco/FolhaBV)

Em 2023, houve uma série de operações em Roraima, realizadas pela Polícia Federal, com o objetivo de  intensificar o combate ao crime organizado na região. As ações visaram desmantelar organizações envolvidas em atividades ilegais, desde o contrabando de ouro, desvio de recurso público até a exploração sexual de menores em garimpos ilegais na Terra Indígena Yanomami.

Confira um resumo das principais operações da PF ao longo do ano:

1.Operação Avis Aurea: Contra o comércio de ouro ilegal

A operação, deflagrada no dia 14 de fevereiro, teve como objetivo desarticular uma organização criminosa que estaria envolvida na compra de ouro ilícito em Roraima. A movimentação de mais de R$ 420 milhões relacionados ao financiamento do garimpo ilegal na Terra Indígena Yanomami está sendo investigada. Treze mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em Roraima, São Paulo e Goiás.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



2. Operação Nau dos Quintos: Contra suspeitos de financiar garimpo ilegal

Deflagrada em 28 de fevereiro, esta operação investigou suspeitos de receberem valores para a compra de ouro ilegal em Roraima. Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos, além do bloqueio de bens. A operação apura movimentações de mais de R$ 270 milhões relacionadas ao comércio de ouro na Terra Indígena Yanomami.

3. Operação Palácios: Combate à exploração sexual de menores em garimpos

Em 18 de março, a PF deflagrou a Operação Palácios com o objetivo de investigar uma organização criminosa que recrutaria mulheres e adolescentes para serem exploradas em garimpos ilegais na Terra Indígena Yanomami. Quatro mandados de busca e apreensão e quatro de prisão temporária foram cumpridos. A operação resgatou uma jovem de 15 anos que estava sendo vítima de exploração sexual.

4. Operação Lotis Auro: Contra lavagem de capitais com ouro ilegal

Em 22 de março, a Polícia Federal deflagrou a Lotis Auro, desdobramento da Operação Hespérides, investigando suspeitos de receberem valores para a compra de ouro na Venezuela e promover seu contrabando para Roraima. A operação visa combater a lavagem de capitais e movimentações ilegais, com aproximadamente R$ 40 milhões em foco.

5. Operação Ponte de Ouro: Contra intermediários na compra de ouro Yanomami

Em 25 de abril, a PF deflagrou a Ponte de Ouro para investigar suspeitos de intermediar a compra de ouro extraído ilegalmente da Terra Indígena Yanomami. Oito mandados de busca e apreensão foram cumpridos, totalizando mais de R$ 30 milhões movimentados em quatro anos.

6. Operação Frutos do Ouro: Identificação de financiadores do garimpo ilegal

A operação Frutos do Ouro, iniciada em 10 de julho, teve como objetivo identificar a origem e destino de recursos destinados ao garimpo ilegal na Terra Indígena Yanomami. O grupo investigado teria movimentado cerca de R$ 80 milhões e é acusado de explorar ouro extraído ilegalmente.

7. Operação Buruburu: Combate à logística e financiadores do garimpo ilegal

Deflagrada em 17 de agosto, a Buruburu visa desarticular parte da logística utilizada pelo garimpo na Terra Indígena Yanomami. Mais de 50 policiais cumpriram mandados em quatro estados, envolvendo pilotos e financiadores do garimpo. A operação tem o objetivo de combater não apenas o garimpo ilegal, mas também o tráfico de drogas.

8. Operação Harpia: Investigação de corrupção envolvendo a UERR

Em 31 de agosto, a PF deflagrou a Harpia para investigar possível corrupção envolvendo a Universidade Estadual de Roraima e a contratação de uma empresa de engenharia. Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Boa Vista.

9. Operação Eldorado: Combate ao contrabando e venda de ouro ilegal

Em 20 de setembro, a PF deflagrou a Eldorado, prendendo suspeitos de liderarem um esquema de contrabando e venda de ouro extraído de garimpos ilegais. O esquema teria movimentado quase 6 bilhões de reais.

10. Combate ao abuso sexual infantil

Em 20 de outubro, a PF deflagrou uma operação de combate ao armazenamento e compartilhamento de imagens e vídeos contendo cenas de abuso sexual infantil na internet. Sete suspeitos estão sendo investigados, e mais de 30 policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em três estados.

11. Resgate de migrantes em situação de exploração em Pacaraima

Em 19 de dezembro, a PF, em conjunto com a Defensoria Pública da União e o Ministério Público do Trabalho, resgatou 33 venezuelanos em situação de exploração em um abrigo em Pacaraima. A ação resultou na prisão em flagrante de uma pessoa por posse ilegal de arma.