PREJUÍZO

Grande incêndio atinge supermercado de Boa Vista

Pelo menos 40 bombeiros militares trabalham no controle do incêndio, para o qual a corporação já gastou mais de 30 mil litros de água

Ainda há chamas dentro do supermercado situado no bairro 31 de Março (Foto: Lucas Luckezie/FolhaBV)
Ainda há chamas dentro do supermercado situado no bairro 31 de Março (Foto: Lucas Luckezie/FolhaBV)

Um incêndio de grandes proporções atingiu o supermercado Goiana Expresso na madrugada desta sexta-feira (15), no bairro 31 de Março, na zona Norte de Boa Vista. O Corpo de Bombeiros chegou ao local às 1h06, seis minutos após ser chamado, realizou vistorias externas, conseguiu controlar as chamas e evitar sua propagação por volta das 5h e agora realiza o rescaldo para cessar totalmente o risco de descontrole do incêndio. Não houve feridos, nem danos a prédios vizinhos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Os bombeiros ainda não apontaram uma possível causa para o incidente, porque esperam o controle total das chamas para iniciar os trabalhos periciais. Também ainda não há estimativa total do prejuízo, que se deu especialmente na área interna do supermercado com a queima de vários tipos de produtos, desde alimentos até tóxicos, como plásticos e fraldas descartáveis.

Incêndio atinge depósito superior do supermercado Goiana Expresso, em Boa Vista (Foto: Lucas Luckezie/FolhaBV)

Nesse momento, as chamas queimam o depósito superior do supermercado. “Ainda existe fogo lá dentro. E a questão também de algumas estruturas de madeira estarem pegando fogo pode ocasionar algum desmoronamento e causar algum tipo de acidente, além de algumas paredes apresentarem rachaduras. Então, o trabalho tem que ser feito com muito cuidado, muita tecnicidade pra que isso não ocorra”, explicou o major Leonildo de Paula, chefe da operação.

Corpo de Bombeiros realiza operação complexa para controlar chamas no supermercado

Pelo menos 40 bombeiros militares trabalham no controle do incêndio, para o qual a corporação já gastou mais de 30 mil litros de água. Pela quantidade de homens e mulheres solicitados para o controle do incêndio, os bombeiros que começaram o expediente às 7h30 precisaram fazer a “passagem de serviço” no local, em vez de se apresentarem ao quartel da corporação.

No entorno, existem três caminhões de combate a incêndio e outras cinco viaturas do Corpo de Bombeiros, além de quatro viaturas da Polícia Militar (PM), que tem auxiliado no isolamento da área e nas orientações de trânsito.

Há ainda um caminhão-pipa da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima). “Como é um incêndio de grande vulto, requer muita água e os caminhões precisam ser abastecidos para que o combate continue”, explicou o chefe da operação.

A energia do entorno do supermercado foi desligada pela Roraima Energia para evitar riscos maiores. Os bombeiros orientaram os empresários a não abrirem suas lojas próximas do local na manhã desta sexta, enquanto ainda houver fumaça tóxica, devido ao dano à saúde que a inalação pode causar.