IMPRUDÊNCIA
Motociclistas desafiam a polícia e disputam em 'rachas' na Ville Roy
Populares dizem que os “rachas” são rotineiros na Avenida Ville Roy durante os finais de semana, quando a polícia é ausente
Por Michel Sales
Em 18/06/2016 às 00:33
Conforme imagens, sete motoqueiros praticavam “racha” na semana passada (Foto: Divulgação)

Um motorista flagrou, em vídeo, o instante em que um grupo de motociclistas disputava um racha na Avenida Ville Roy, no fim de semana. A gravação, divulgada nas redes sociais, mostra aproximadamente sete motoqueiros em motos, tanto de alta cilindrada como de baixa cilindrada, em alta velocidade.

A gravação, de quase dois minutos, mostra a ousadia dos motociclistas que faziam manobras perigosas, atravessando o sinal fechado e até mesmo bloqueando outros veículos. Alguns deles parecem utilizar uniformes como se integrassem um clube organizado de motociclistas. O vídeo identifica ainda que um deles olha para trás ao perceber alguém filmando, então ele avisa aos colegas, que desistem da corrida.

Populares do bairro Canarinho e adjacências dizem que diversas vezes já denunciaram para a polícia o ato criminoso, conhecido como “racha” ou “pega”, que tem se repetido todas as sextas e sábados, a partir das 23h.

“Os motociclistas deveriam respeitar a velocidade permitida na via, de 60 km/h. Quando chega o final de semana é impossível tolerar o barulho que essas motocicletas aceleradas fazem na Ville Roy. A Polícia não toma nenhuma atitude sobre a situação que oferece grande perigo para a população”, ressaltou um morador do Caçari.

Uma testemunha, que não quis se identificar, afirmou que a turma de motociclistas pratica o racha no perímetro que vai do posto Abel Galinha até o shopping do Caçari.

PUNIÇÃO – Caso esses condutores sejam flagrados dirigindo perigosamente, podem ser punidos com multa gravíssima no valor de R$ 1.915,40, tendo apreensão do veículo, suspensão do direito de dirigir, além de serem encaminhados à delegacia para responder pelo crime de trânsito.

A reportagem da Folha procurou a Prefeitura de Boa Vista, que informou que todas as denúncias repassadas à Superintendência Municipal de Trânsito (Smtran) são feitas por meio da Central 156. “A Central de Atendimento 156 não possui nenhum registro referente a rachas em avenidas, portanto, nenhuma solicitação foi atendida recentemente pela Smtran”, frisou.

GOVERNO – Também em nota, a Secretaria de Comunicação do Governo de Roraima (Secom-RR) respondeu que a fiscalização de velocidade na Avenida Ville Roy é de competência do município, a quem cabe fiscalizar infrações desta natureza.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!