FORTE ESTIAGEM
Comunidades indígenas se antecipam e pedem abastecimento de água potável
Defesa Civil Estadual afirmou que todas as atenções estão centralizadas no combate aos incêndios florestais no momento
Por Folha Web
Em 09/02/2018 às 01:11

Prevendo um possível prolongamento da forte estiagem que já começa a preocupar o abastecimento de água potável das comunidades indígenas sediadas em Pacaraima, o tuxaua da comunidade Nova Esperança, João Alfredo, está buscando apoio para mobilizar a Defesa Civil na ajuda às comunidades indígenas, antecipando assim um possível desabastecimento e prejuízos aos indígenas.

A medida tem como primeira ação uma visita às localidades para conferir como se encontra o nível dos rios e igarapés que abastecem as localidades e a possível previsão de ajuda, por parte dos órgãos de assistência aos indígenas e, principalmente, o apoio dos bombeiros militares nesta operação. “O verão este ano está bem rigoroso e pode se equiparar a outros anos em que o prolongamento da forte estiagem nos causou sérios prejuízos e desabastecimento de água potável nas comunidades que integram o município de Pacaraima”, informou.

Na avaliação do diretor do Departamento de Políticas Indígenas da Secretaria estadual do Índio (SEI), Alfredo Silva, ao contrário dos outros anos em que as lideranças eram penalizadas pelo não planejamento com antecedência, este trabalho de verificação das necessidades de abastecimento, vai possibilitar uma análise bem detalhada de como se encontram as localidades e suas reais necessidades.

“Esta ação conjunta é fundamental para detectar como se encontram os rios que abastecem estas localidades e a possível previsão de ajuda, caso realmente seja necessário contar com o abastecimento de água potável para suprir as demandas dos indígenas. Vamos apoiar no que for possível e nos aliar aos parceiros, como Sesai, Defesa Civil e Distrito Sanitário Especial Indígena Leste de Roraima neste mapeamento prévio das comunidades”, acrescentou.

DEFESA CIVIL – Em relação ao pedido das lideranças indígenas de Pacaraima, o coordenador da Divisão de Prevenção e Mitigação de Desastres da Defesa Civil de Roraima, Tenente Emerson Gouvêa Lima, informou que no momento todas as atenções estão centralizadas no combate aos incêndios florestais, com equipes direcionadas para o município de Amajari e outras regiões ao norte de Roraima, e adiantou que a Defesa Civil atua quando existe a situação de emergência, mas a primeira resposta precisa ser direcionada pelo município.

“Está programada uma ação nossa de visita aos municípios para verificar a situação da forte estiagem nos próximos dias e, com certeza, o município de Pacaraima será contemplado, mas no momento todo o nosso efetivo está empenhando em controlar e combater os incêndios florestais. Assim que conseguirmos sanar este problema das queimadas, poderemos sim ajudar nesta articulação e apoio à solicitação das comunidades”, informou. (R.G)

***
Gostou?
0
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!