Cotidiano

Profissionais recebem capacitação para dinamizar aulas com uso de jornal

Implantado em 2020 na rede municipal, o Jornal proporciona ao aluno vivência e reflexão da atualidade

Desde 2020, a rede municipal de ensino vem utilizando as metodologias do Jornal da Criança e do Adolescente (Joca) dos alunos do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Os profissionais da educação participaram na segunda e terça-feira, dias 2 e 3, de uma formação no Centro Amazônico de Fronteiras da Universidade Federal de Roraima (CAF/UFRR).

Ao todo, participaram 1.400 profissionais, entre coordenadores pedagógicos, professores de creche, pré-escola, arte-educadores e das turmas de 3º, 4° e 5º Ano das escolas urbanas, indígenas e do campo.

A palestrante foi a pedagoga e jornalista Jaqueline de Grandi, que atualmente trabalha na coordenação pedagógica da Editora Magia de Ler. Ela falou sobre a importância do jornal Joca na escola.

“Acredito muito no trabalho do jornal, é possível ajudar a reduzir a desigualdade por meio do acesso à informação. Podendo ser trabalhado como complemento de qualquer disciplina. Tudo no jornal é pensado para atingir essa faixa etária infantojuvenil”, disse.

A professora Ana Carolina Brito, compartilhou um pouco de sua experiência na sua turma do 5º Ano da Escola Municipal Newton Tavares.

“Uma forma prática de usar o jornal, as crianças gostam e são atraídas por esse tipo de conteúdo. Trabalhamos com uma leitura a cada dois dias, a ideia é que, futuramente eles não sejam apenas leitores mas também produtores de seus próprios jornais”, disse.

O Joca proporciona ao aluno uma reflexão do que acontece no Brasil e no mundo

O jornal impresso e online está presente em todas as turmas de 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental e EJA. É trabalhado na sala de aula em sistema de rodízio, seguindo um guia de orientações para o professor. As escolas recebem quinzenalmente os exemplares, de acordo com quantitativo de turmas. São entregues em torno de 5.785 exemplares para toda rede municipal.

O Joca veio contribuir com a formação dos alunos, possibilitando experiências com temáticas relacionadas ao que está acontecendo no Brasil e no mundo e linguagem adequada à faixa etária. Um recurso considerado rico e ideal para o desenvolvimento do senso crítico, proporciona ao aluno vivência e reflexão da atualidade.

Publicidade