Cotidiano

Grande Loja Maçônica de Roraima completa 40 anos de fundação

Atualmente os Maçons integram 13 lojas sob a jurisdição da Grande Loja situadas na capital e no interior

O surgimento da Grande Loja Maçônica do Estado de Roraima (Glomerr), ocorreu exatamente há quatro décadas, quanto no dia 20 de agosto de 1981, reuniram-se 55 Irmãos, no Templo da Loja Liberdade e Progresso nº 1, situada no centro da capital, e através do Decreto nº 0032/80/83 de 14 de maio de 1981, expedido pela Grande Loja Maçônica do Estado do Amazonas, fundaram a Grande Loja de Roraima, a qual congrega atualmente 14 lojas simbólicas na capital e em alguns municípios.

“Nestes 40 anos a principal missão da entidade filantrópica é a fraternidade e fazer o bem à sociedade, pautada no compromisso com a paz e o conhecimento, buscando o aperfeiçoamento humano”, relatou o Grão-Mestre, Tadeu Peixoto Duarte, que avalia como positiva a atuação da instituição presente em Roraima, destacando grandes conquistas, trabalho intenso e muita dedicação dos valorosos maçons movidos pela vontade de fazer a diferença e pela certeza de estar construindo uma sociedade mais justa e fraterna.

“Neste dia especial em que também comemoramos o Dia do Maçom, buscamos a construção de uma Glomerr integral com a efetiva participação de toda a família maçônica. Infelizmente a pandemia que se instalou tem tirado muitas vidas e faz com que não estejamos juntos fisicamente em mais um ano, mas continuamos virtualmente e espiritualmente unidos frente a todos os desafios destes novos tempos”, relatou.


Sede da Grande Loja Maçônica do Estado de Roraima (Foto: Divulgação)

Tadeu ressaltou ainda que as esposas dos maçons também realizam importante trabalho de base e de apoio, através das fraternidades femininas e do Clube de Mães e Amigos. “Nossas queridas cunhadas, além do apoio aos seus maridos, nossos Irmãos, também realizam trabalhos sociais e filantrópicos em nossa sociedade, com o devido reconhecimento pela relevante contribuição em nossas ações de assistência à sociedade”, pontuou.

Ações na Pandemia

No período da Pandemia, a Glomerr prestou auxílio a instituições públicas da área da saúde com a doação de materiais ao Hospital Geral de Roraima (HGR), bem como foi ofertado também auxílio às famílias e maçons acometidos pela Covid-19.

Entidades juvenis também contribuem para as ações filantrópicas

Além de jurisdicionar as lojas maçônicas, a Glomerr é patrocinadora das entidades paramaçônicas, a exemplo da Ordem DeMolay e a Ordem Internacional das Filhas de Jó.

O investimento na juventude, através da criação e desenvolvimento das Ordens Paramaçônicas Juvenis, foi sem dúvida alguma, a maior obra maçônica no século XX. Trata-se dos únicos projetos sociais de caráter permanente realizados pela Maçonaria Regular Universal: São elas a Ordem DeMolay que congrega rapazes de 11 a 21 anos, e a Ordem das Filhas de Jó, direcionada para Meninas dos 9 aos 21 anos.

A Ordem DeMolay foi criada com o intuito de ser uma Escola de Liderança, pelo seu idealizador Frank Land que dizia “um DeMolay nunca pode falhar como homem, como cidadão e como líder”. Em Roraima existem três capítulos regulares, um em Boa Vista, outro em Caracaraí e o terceiro no município de Rorainópolis.

A Ordem das Filhas de Jó é voltada para jovens mulheres entre 10 e 20 anos de idade, e exige parentesco maçônico. Seu objetivo é colaborar na formação moral e espiritual das participantes, através de ensinamentos baseados no Livro de Jó. Os núcleos locais das Filhas de Jó são chamados de “Bethéis”, em Roraima temos o Bethel Estrelas do Norte Nº 1.

“Estas duas entidades são nosso suporte e zelamos para o aperfeiçoamento destes jovens para serem futuros líderes. Temos imensa satisfação e alegria em também contribuir, cuidar e ofertar todo o suporte maçônico nesta caminhada de sucesso”, finalizou Tadeu Duarte.

Publicidade