TRADIÇÃO

Rodeio e provas equestres animam público na Expoferr

Além da premiação em dinheiro, os competidores participam também pela paixão pelo esporte que envolve cavalos e bois (Foto: Secom/RR)
Além da premiação em dinheiro, os competidores participam também pela paixão pelo esporte que envolve cavalos e bois (Foto: Secom/RR)

A Expoferr Show 2023 (42ª Exposição-feira Agropecuária de Roraima) tem atraído muita gente para ver as provas equestres (vaquejada, prova de tambores e laço) e rodeio, modalidades disputadas entre competidores do Estado e de fora. São atrações com forte presença de público nas arquibancadas do Parque Dadãezinho.

Além da premiação em dinheiro, os competidores participam também pela paixão pelo esporte que envolve cavalos e bois. Tem gente de toda parte do Brasil, que veio só para participar do evento promovido pelo Governo do Estado.

As competições são bem inclusivas com a presença de mulheres, homens e muitos jovens que desfilam com destreza e habilidade o controle dos animais a fim de conseguir o primeiro lugar. A cada apresentação pode-se ver o quanto é difícil ter domínio em cima do animal para evitar a perda de pontos e a desclassificação.

Oscar Ferreira, campeão da prova do laço da Expoferr do ano passado, disse que eles passam o ano todo treinando, visando a competição. A premiação em dinheiro para o 1º e 2º lugares vem acompanhado da fivela, que para eles é o prêmio de maior valor e que eles fazem questão de exibir quando colocada no cinto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



“A prova do laço dar ao vencedor R$ 4 mil e a de tambor R$ 2.500. Mas a gente gosta mesmo é da fivela. Dinheiro acaba e a fivela a gente guarda e usa como prova da nossa conquista,” ponderou Ferreira.

As provas de laço e de tambor que começaram na terça-feira (14) e terminarão no sábado, último dia de Expoferr Show, quando sairá o campeão, escolhido depois de passar por várias etapas eliminatórias.

O organizador do rodeio, Rogério Poliselli, informou que trouxe para Expoferr deste ano um juiz de Minas Gerais, dois locutores e um palhaço que vieram de São Paulo. Além deles muitos competidores, que são chamados de caubóis, vieram de vários Estados do Brasil.

“São R$ 30 mil em prêmios divididos entre 1º e 5º lugares. O Rodeio é uma paixão que atraí muitos caubóis de toda parte do Brasil. Hoje eles estão aqui em Roraima, daqui a uma semana já estão em outro lugar”, ressaltou.

Antes do início do rodeio os competidores se reúnem atrás da arena, onde o público espera ansiosamente para vê-los em ação. Tudo muito organizado. Eles desfilam orgulhosos com seus cavalos e se vestem muito bem, com laços coloridos e chapéus.

O goiano Rafael Andrade, que veio a Roraima para participar do rodeio na Expoferr Show 2023, destacou que esse esporte é para ele uma paixão. “Onde tiver rodeio e eu tiver disponibilidade de tempo, eu vou. É onde fiz meus amigos e onde me sinto bem”, enfatizou.