OPERAÇÃO BASTILHA
Réu é condenado a 50 anos de prisão por duas mortes
Gostei (10) Não gostei (2)
Armando Rodrigues é acusado pelo assassinato João Damascena e Rivaldo
Por Folha Web
Em 17/11/2017 às 16:00

A Justiça realizou mais um júri sobre a "Operação Bastilha", em que condenou três réus envolvidos em homicídios do crime organizado que ocorreram dentro da Penitenciária Agrícola do Monte Cristo em 2007. O julgamento ocorreu no Fórum Advogado Sobral Pinto. 

Os réus foram julgados pelas pelas mortes dos presidiários em setembro de 2007.

Armando Rodrigues foi condenado por dois assassinatos à uma pena de 50 anos de reclusão.

Além dele, Renaldo castor Abreu foi condenado por uma morte e absolvido em outra, porém condenado pela formação de quadrilha à uma pena de 28 anos, um mês e quinze dias de detenção.

Edailson candido foi absolvido de todas as acusações.

Durante o julgamento, Edailson Candido figueira foi defendido pelo advogado Mauro Castro e Igor Lyniker

Renaldo Castor Abreu foi defendido por Roberto Guedes, já Armando Rodrigues do Carmo que está foragido foi defendido pela defensoria pública do Estado.

Operação Bastilha

Em março de 2008 foram presas 15 pessoas em uma ação conjunta da Polícia Federal (PF) e Ministério Público de Roraima (MPRR).

Dentre elas, civil e militar, agentes carcerários e reeducandos do sistema prisional que, juntos, comandavam o crime organizado de dentro da Penitenciária Agrícola do Monte Cristo (PAMC).

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!