CONDIÇÕES PRECÁRIAS
Moradores reclamam de condições de pontes no Alto Alegre
Gostei (0) Não gostei (0)
Por Erik Mota
Em 01/02/2018 às 01:38
Pelo menos cinco pontes estão em condições precárias (Foto: Arquivo Pessoal/Joel Melo)

A precariedade de pontes em estradas vicinais em Alto Alegre, região centro-oeste do Estado, tem deixado moradores preocupados. Segundo os munícipes, existem mais de cinco pontes em condições precárias de trafegabilidade, sendo a maioria na estrada que liga a Colônia Taiano à comunidade do Boqueirão. 

Segundo Joel Melo, morador há 15 anos da comunidade Boqueirão, o problema não é recente e já foi apresentado para autoridades, no entanto, pouco foi feito pelos gestores. A alternativa, conforme relatou o residente, é utilizar de recursos próprios para melhorias nas estruturas.

“As estradas são utilizadas com frequência e, no estado que elas se encontram, fica difícil trafegar. Então, para não ficarmos em situação ainda pior, nós mesmos fazemos reparos nas pontes”, contou. “Em uma situação, precisei voltar na minha casa para pegar materiais e realizar benfeitorias e assim conseguir passar”, acrescentou.

Ainda segundo o morador, a população teme ficar com poucas alternativas caso as estruturas cheguem a ruir, além disso, em períodos chuvosos, a preocupação aumenta. “Nós ficamos apreensivos porque são os meios que utilizamos para irmos a outras localidades, até como forma de trabalho”, disse. Outra preocupação é a possível ocorrência de acidentes. “Temos muito medo que aconteça o pior enquanto atravessam as pontes e nós esperamos providências com urgência das autoridades”, frisou.

Outro morador que sempre utiliza as estradas vicinais é o servidor Raimundo Nonato Costa, de 53 anos. Segundo ele, é lamentável ser necessário chegar à medida denunciativa, sendo a gestão pública capaz de solucionar a problemática. “Eles conhecem a situação nas vicinais e o nosso desejo é que façam as melhorias porque estão intrafegáveis”, relatou.

PREFEITURA – À Folha, o prefeito de Alto Alegre, Pedro Henrique Machado (PSD), afirmou que a estrada que liga o Taiano à Comunidade Boqueirão está sendo recuperada. No entanto, o município não tem condições de recuperar as pontes, pois seria de responsabilidade do Governo do Estado. “Cobramos as melhorias do Governo, mas ainda não nos responderam”, disse.

Questionado sobre a precariedade das pontes que necessitam de reparos com urgência, Pedro Henrique afirmou que se o Governo não se manifestar em curto prazo, a situação será estudada pela Secretaria de Obras do município.

Por fim, o prefeito disse que o município está realizando as melhorias na estrada com recursos próprios e, até o dia 10 de fevereiro, a comunidade do Boqueirão será contemplada e o restante da região até o final do mesmo mês.

GOVERNO – Em nota, a Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinf) informou que ainda não recebeu nenhuma solicitação por parte da Prefeitura de Alto Alegre. Esclareceu que, de acordo com o reiterado em decisão proferida em novembro de 2017, pelo Tribunal de Justiça de Roraima, a responsabilidade pela manutenção de vicinais e pontes nelas contidas é do Município onde elas estão localizadas. “O Estado intervém na recuperação de vicinais e pontes apenas quando existe uma demanda do Município ou em caso de situações de emergência, o que não ocorreu no caso específico”, informou.

Nos últimos três anos, o Governo do Estado já investiu mais de R$ 11 milhões na recuperação de estradas e pontes no município do Alto Alegre. Foram R$ 6.662.708,42 investidos na recuperação da RR-205, que está em fase de conclusão, e R$ 4.781.869,96 na reconstrução de 29 pontes, priorizando áreas de produção. (E.M)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!