POPULAR SOCIALISTA
Lenir Rodrigues é eleita presidente de Comissão Provisória do PPS
Gostei (3) Não gostei (0)
A Comissão Provisória será responsável pela preparação dos Congressos Municipais e Estadual
Por Folha Web
Em 17/02/2018 às 01:40
Lenir é deputada estadual pelo PPS (Foto: Divulgação)

O Partido Popular Socialista (PPS) de Roraima começou a se articular para as eleições de 2018. O partido, que tem expoentes na cidade de Boa Vista como o ex-deputado Airton Cascavel, que já afirmou ser pré-candidato ao Governo de Roraima, implantou uma Comissão Provisória do partido em Roraima pelo prazo de 60 dias.

A deputada estadual Lenir Rodrigues foi eleita presidente da Comissão Provisória e será responsável pela preparação dos Congressos Municipais e Estadual em Roraima. “É uma grande honra e com muita responsabilidade que assumo essa presidência, pois o PPS é um partido histórico que se denomina ético e decente. Conclamo e convido os militantes a se aproximarem cada vez mais do partido, pois estaremos de braços abertos para aceitar todos que queiram fazer a política com ética em nosso estado”, disse.

Ainda na composição da comissão, estão o primeiro vice-presidente, Miguel D`Elia, o segundo vice-presidente Maurício Costa, Joseilton Batista Franca como secretário-geral, e como primeira secretária, Josefa Matos de Freitas. A tesouraria geral ficou por conta de Antonio Pellizzetti e Emerson Renner.

A formação do diretório segue a determinação da Justiça Eleitoral e tem foco nas próximas eleições. O empresário Airton Cascavel não faz parte da comissão provisória. A reportagem da Folha tentou contato com ele, mas não conseguiu retorno. A convenção que definirá os rumos do partido nas próximas eleições ainda não tem prazo para acontecer.

Segundo informou o presidente nacional do PPS, o deputado federal Roberto Freire (SP), o partido deve organizar no estado algumas comissões temáticas, tais como a liderança das mulheres, da juventude e religiosa, no cenário político. Além disso, o foco da comissão será ampliar o trabalho do partido dentro da cidade, canalizar o contato das lideranças com a base e os candidatos indicados, já se preparando para as próximas eleições.

Em nível nacional o partido se posicionou em duas ocasiões, sendo a primeira durante o impeachment de Dilma Rousseff (PT) – apoiado pelo PPS. Para o partido, toda a crise econômica que sobreveio confirmou as pedaladas como realidade. Já a segunda se deu no momento em que o partido desembarcou do governo de Michel Temer (PMDB) e votou pela admissibilidade da denúncia contra o atual presidente.

Índia De Bc disse: Em 17/02/2018 às 10:58:22

"essa é a única que faz leis em prol das mulheres"