RECONHECIMENTO
Equipe de Roraima surpreende na Taça Novo Airão de Handebol
Gostei (0) Não gostei (0)
Apesar de não conseguir a classificação para as semifinais, o time do Handsul – Rorainópolis elevou o nível da competição
Por João Barros
Em 28/03/2016 às 13:34
O campeonato correu em Manaus, nos dias 26 e 27 (Foto: Arquivo Pessoal)

A Liga de Handebol do Amazonas (Lihan) realizou no último final de semana a 2ª edição da Taça Novo Airão de Handebol, com o apoio da administração do município amazonense, que fica a 180 quilômetros de Manaus. O convite foi estendido a delegações de outros estados, no entanto, só Roraima enviou representante.

A equipe de Rorainópolis, Handsul, era composta por 16 atletas. A competição foi no Ginásio de Esportes de Novo Airão. Nos dias 26 e 27, todas as seis equipes participantes se enfrentaram. Quem tivesse maior número de vitórias se classificaria para as etapas de semifinal e final que aconteceu durante todo o dia do domingo, 28.

Apesar do esforço, os roraimenses tiveram dificuldades de realizar as jogadas e cometeram erros que os levaram a derrota no primeiro jogo, contra a equipe do tradicional Handebol Clube Manaus (HCM). Depois de uma conversa com a Comissão Técnica, os atletas entraram em quadra para jogar pela segunda vez, agora, contra o atual campeão amazonense, a jovem seleção do Penarol de Itacoatiara. Em alguns momentos do jogo, o placar esteve disputado, mas o tempo de entrosamento prevaleceu e rendeu a vitória para a equipe do Amazonas.

Contra o time local, a seleção de Novo Airão, a equipe do Handsul começou a partida com quatro gols de vantagem e conseguiu segurar até o final do primeiro tempo, quando a seleção da casa conseguiu o empate. No segundo tempo os dois lados alternaram a dianteira do placar. No último minuto de jogo os amazonenses conseguem passar a frente, mas no último lance o time do Handsul consegue o empate, que teve sabor de vitória.

A pressão de ganhar para poder avançar para as semifinais fez com que os rorainopolitanos abrissem 4 gols de vantagem contra a equipe de Urucará, também do interior do Amazonas. Até o final do primeiro tempo o jogo estava favorável aos roraimenses, porém, na segunda parcial foi superior o preparo físico do time do Amazonas, que venceu a partida.

Na última partida da fase classificatória, jogando contra a equipe da Uninorte, de Manaus, as duas seleções aparentavam desgaste em decorrência dos jogos anteriores. Com uma equipe considerada alta e fazendo arremessos por cima da barreira, o time Manauara sagrou-se vitoriosa.

O técnico do time do Handsul, Giovanni Ferreira, disse que a experiência dos outros times reinou dentro de quadra. “Nós estamos treinamento há 45 dias, fizemos 18 treinos em Rorainópolis, mas o verdadeiro treinamento foi jogar contra essas cinco equipes. Foi muito bom participar e pretendemos manter um contato direto com a Liga de Handebol do Amazonas”, explicou.

Para o diretor de arbitragem da Lihan, Marco Carvalho, todas as seleções jogaram um handebol de alto nível e fez elogios aos participantes. “Ano passado a maioria das equipes era de Manaus e neste ano foi mais abrangente, parabéns à equipe de Roraima que veio participar da taça, isso significa que está começando a ser divulgada. O nível técnico das equipes melhorou bastante. Jogos bem disputados, sem violência. A participação do time de Roraima engrandeceu a nossa modalidade”, declarou.

O resultado final da 2ª Taça Novo Airão teve como campeão o time da Uninorte, seguido pelo Handebol Clube Manaus. Em terceiro lugar ficou a equipe de Urucará, que conseguiu vencer o atual campeão amazonense, o Penarol de Itacoatiara. Foram distribuídos entre os campeões o valor de R$ 4.000 em premiação.

TALENTOS

Um “olheiro” que assistia à competição fez convites para que dois atletas de Rorainópolis, com o intuito de que eles ganhem uma bolsa de estudos e auxílio moradia para jogar por um dos times de Manaus. “Isso prova que nós temos muitos talentos. Ele enxergou um atleta. Os “olheiros” sabem ver o jogador que muitas não enxergam. A minha orientação é que os atletas continuem jogando em Roraima e aproveitem a oportunidade para melhorar mais ainda, para que em função disso a proposta do contratante seja mais generosa no próximo ano”, ressaltou Ferreira.

CLÍNICA DE REGRAS

Para os próximos meses, a Associação Desportiva de Rorainópolis (ADR), pretende trazer para o estado a diretoria de arbitragem da Lihan para oferecer um curso de regras de handebol para acadêmicos de educação física, professores, atletas e admiradores da modalidade.

“Nós estamos pensando em fazer uma clínica no mês de julho para passar na íntegra a regra toda do handebol e isso vai engrandecer não só a quem for para o curso, que terá vagas para aproximadamente 50 pessoas, mas também ao esporte. É muito importante que os atletas participem, que os professores de educação física participem para todo mundo se atualizar. Ao final do curso todos os participantes receberão certificado de 40 horas. Queremos fazer durante o curso uma competição para que os jogos sejam arbitrados pelos alunos. Vai servir como prova. O lado bom é que todos os árbitros são remunerados com uma taxa paga pelas equipes”, informou Marco Carvalho.

 

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!