MANIFESTAÇÃO
Servidores cobram PCCR em frente à casa da governadora
Funcionários públicos de diversos órgãos alegam que projeto já está pronto na Casa Civil, aguardando encaminhamento ao Legislativo
Por Folha Web
Em 19/12/2017 às 01:56
Servidores se reuniram em frente à casa da governadora Suely Campos, no centro de Boa Vista (Foto: Nilzete Franco)

Servidores estaduais efetivos de vários órgãos do Governo do Estado fizeram na manhã de ontem, 18, uma manifestação em frente à casa da governadora Suely Campos (PP), no Centro de Boa Vista.

Os funcionários públicos que atuam no Instituto de Terras e Colonização de Roraima (Iteraima), Universidade Estadual de Roraima (UERR), Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Femarh) e Agência de Defesa Agropecuária de Roraima (Aderr), cobraram o encaminhamento do Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR) da categoria à Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR).

De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Técnicos Administrativos da Universidade Estadual de Roraima (Sintuerr), Nerton Júnior, o PCRR foi prometido pelo Executivo estadual ainda no início do ano, mas o processo está parado na Casa Civil. “Essa promessa foi feita em acordo com a governadora no início do ano. Estamos chegando ao final de 2017 e nada de concreto. Acabamos de sair do Palácio Senador Hélio Campos e confirmamos que está tudo pronto. Basta ele encaminhar à Assembleia”, disse.

Nerton Júnior ainda afirmou que a preocupação da categoria é com os baixos salários, que não estão sendo suficientes para o sustento das famílias. Os servidores esperam que ainda no próximo ano a situação seja resolvida.

“Queremos esse encaminhamento e aprovação ainda esse ano como ela prometeu. Com a inflação, nossos salários não estão dando mais para manter nossas famílias. Queremos e vamos lutar pelos direitos”, afirmou.

OUTRO LADO - A Secretaria Estadual de Comunicação informou que o projeto que trata do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) dos servidores efetivos das referidas instituições está no Departamento Legislativo da Casa Civil, do Governo do Estado.

“No momento o projeto passa por revisões e os ajustes, inclusive atendendo a algumas solicitações feitas pelas categorias. Tão logo for finalizado será enviado ao Legislativo para aprovação e depois será sancionado pelo governo”, informou. (E.S)

***
Gostou?
26
11
gilmarjunior disse: Em 19/12/2017 às 19:17:14

"Os ajustes acordados já foram resolvidos a semanas, o que falta é compromisso com as instituições que tem seus técnicos trabalhando aos trancos e barrancos."

Manuel disse: Em 19/12/2017 às 09:14:54

"E por falar nisso o nosso PCCR ultima parcela agora para 2018.... como está? Será que vamos deixara para lembrar a Governadora em cima da hora novamente como foi nos 4,5%"