SAÚDE
Roraima realiza primeira captação de órgãos para transplante
Captados de uma jovem, os órgão seguiram para Brasília, onde devem beneficiar nove pacientes que estão a fila do Sistema Nacional
Por Folha Web
Em 24/02/2018 às 18:41
Secretário da Sesau, Marcelo Batista e membros da equipe médica do HGR falam sobre a primeira captação de órgãos realizada no Estado (Foto: Diane Sampaio)

Em entrevista coletiva realizada na tarde deste sábado, 24, a equipe médica do Hospital Geral de Roraima (HGR) deu esclarecimentos sobre os procedimentos adotados na primeira captação de órgãos para transplante realizado no Estado.

O procedimento foi considerado uma conquista, uma vez que além de ajuda o Estado diminuir a burocracia para se firmar no Sistema Nacional de Transplantes, vai beneficiar pacientes locais que atualmente sofrem a espera de doação.

“Desde 2013, a gente vem lutando para firmar o Estado nessa questão da doação e transplante de órgãos, tanto na realização treinamento de equipes como também na parte burocrática de atender a legislação vigente. Com todas essas etapas superadas, nós agora estamos aptos a ofertar os órgãos para a Central Nacional de Transplantes, graças a Central Estadual, que passa a integrar ao Sistema Nacional de Transplantes”, destacou o coordenador Estadual da Central de Transplantes, Douglas Teixeira.

Após cerca de 30 horas do diagnóstico de morte encefálica da paciente e mais de três horas de cirurgia, foram captados fígado, dois rins, duas córneas, e quatro válvulas cardíacas.

Segundo o secretário Estadual de Saúde (Sesau), Marcelo Batista, a ação contou com o acompanhamento de equipe multiprofissional vinda de Brasília. Após a realização do procedimento, os órgãos transplantados foram embarcados em um avião da Força Aérea Brasileira rumo ao Distrito Federal. Os receptores são indicados pela Central Nacional de Transplantes.

“Foram vários anos de preparação até que a captação de órgãos fosse uma realidade. Agora, o próximo passo será realizar os transplantes aqui no Estado. A governadora Suely Campos determinou que fosse dada total prioridade para que isso aconteça. ”, destacou.

Matéria completa na Folha Impressa de segunda-feira, 26. Colaborou o repórter Ricardo Gomes

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!