CADASTRO NACIONAL DE PRESOS
Roraima conclui mapeamento com 1805 presos
Do total geral, mais de 91% são homens e os outros são mulheres. Há ainda 91 foragidos, e 59 procurados.
Por Folha Web
Em 01/03/2018 às 23:01
FOTO: Luiz Silveira/Agência CNJ

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) já divulgou o mapa de implantação do cadastro Nacional de Presos, ferramenta digital que torna possível ao cidadão acompanhar o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP), em cada Estado do Brasil.

Roraima é o primeiro estado a constar no Mapa desenvolvido pelo CNJ, que reúne as informações da população carcerária e das pessoas procuradas pela Justiça e foragidas dos estados, de forma confiável e em tempo real.

Segundo os dados do sistema do CNJ Roraima tem 1.805 presos dos quais 641 são provisórios e os outros 1.163 já foram condenados pela Justiça e estão em execução definitiva, quando o processo transitou em julgado, ou em execução provisória, que é quando decisão ainda cabe recurso.

Do total geral, mais de 91% são homens e os outros são mulheres. Há ainda 91 foragidos, e 59 procurados.

O novo sistema trará a informações de cada pessoa que entra ou sai do sistema penitenciário.

Além de Roraima, iniciaram a inclusão de dados no cadastro os seguintes estados: São Paulo, Bahia, Santa Catarina, Goiás, Sergipe, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piaui, Alagoas, Maranhão e Amapá. Já foram cadastrados 41.744 presos, sendo 24 mil provisórios, ou seja, que aguardam a sentença.

A maior parte deles cumpre pena pelo crime de tráfico de drogas. Esse quantitativo, no entanto, deverá aumentar gradativamente à medida que os Tribunais de todo o Brasil aderirem ao cadastro e passarem pelo treinamento do CNJ.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!