BOA VISTA
Prefeitura e Câmara falam em entendimento entre os poderes
Além dos 21 vereadores, o evento contou com a presença da prefeita Teresa Surita, de secretários municipais e outras autoridades locais
Por Folha Web
Em 07/02/2018 às 01:10
Teresa Surita compareceu à abertura do ano legislativo na Câmara Municipal (Foto: Diego Dantas)

A retomada aos trabalhos legislativos na manhã de ontem, 6, no Plenário Estácio Pereira de Mello, da Câmara Municipal de Boa Vista, contou com a presença da prefeita Teresa Surita (MDB). Nos discursos oficiais, tanto o presidente da Casa, vereador Mauricélio Fernandes (MDB), como a prefeita, ressaltaram a parceria entre os Poderes. “A prefeita sabe da importância desta parceria”, disse Fernandes no discurso.

Teresa iniciou seu discurso fazendo uma retrospectiva e citando os avanços de sua gestão, além de apontar as diretrizes do Executivo até o encerramento do seu mandato. Também afirmou que nada teria ocorrido sem o aval e apoio dos vereadores. “Agradeço aos vereadores, que aceitaram o desafio e firmaram conosco esse pacto de transformação. Nada disso teria acontecido sem o apoio de vocês, senhores vereadores e senhoras vereadoras. Com gratidão, quero estender a cada um de vocês o pedido de que essa parceria continue. Quero que meus colegas vereadores entendam e vejam na Prefeitura de Boa Vista uma aliada”, declarou.

Na leitura da mensagem governamental, ela apontou diretrizes que almeja adotar até o ano de 2020, quando encerra o atual mandato. Segundo Teresa, transformação é a palavra que se adequa de forma harmoniosa ao seu modelo de gestão. Sobre 2018, a prefeita afirmou que será um ano decisivo que definirá os rumos de Roraima. “Boa Vista avançou muito, e Roraima não pode ficar para trás”, frisou.

Depois dos discursos de Mauricélio e Teresa, o plenário da Câmara iniciou o rito ordinário da sessão, com a chamada dos inscritos para os discursos, e a leitura da ata e dos expedientes. Não houve deliberação de projetos de lei, porque eles precisam ser anunciados na sessão anterior à que serão discutidos.

***
Gostou?
1
1
Castro disse: Em 07/02/2018 às 11:22:13

"Tem que reduzir esse número exagerado de vereadores de 21 para 3 apenas que já é suficiente a economia seria enorme nos cofres públicos"