OCORRÊNCIA
Picolezeiro haitiano é preso depois de correr atrás de casal com faca
Por João Barros
Em 02/03/2018 às 01:14

Quase não se encontra ocorrências nas Delegacias de Boa Vista envolvendo haitianos, mas na noite de quarta-feira, dia 28, em horário próximo às 19h50, um deles foi preso pela Polícia Militar como suspeito de ter ameaçado um casal com uma faca. O homem trabalha como picolezeiro e tem 38 anos. O fato ocorreu na rua Ivone Pinheiro, bairro Caimbé, zona oeste.

Policiais militares chegaram ao caso depois de serem acionados via Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança), mas a confusão já tinha sido controlada por outros PMs que chegaram momentos antes. A vítima, que é garota de programa, disse à guarnição que estava trabalhando no seu ponto, quando o haitiano chegou gritando e jogando pedras na direção dela e do namorado.

O picolezeiro teria corrido atrás dos dois com uma faca e populares contaram que tiveram que intervir para que o pior não acontecesse. O haitiano, vendo que estava sendo perseguido, tentou se esconder numa vila, mas foi detido pela equipe policial.

Ele relatou que sua intenção era cobrar o valor de R$ 40 da garota de programa que todos os dias pega um picolé, afirmando que pagaria no dia seguinte, e não paga. Os policiais encontraram em posse do detido uma carteira porta-cédulas com seus documentos pessoais, um celular, uma faca, de aproximadamente 30 centímetros, e uma pequena quantia em dinheiro.

O suspeito foi conduzido à Central de Flagrantes para prestar esclarecimentos à autoridade policial, mas acabou sendo liberado, uma vez que as supostas vítimas recusaram-se a representar criminalmente contra ele. Nenhum dos envolvidos no caso quis se submeter ao exame de corpo de delito. (J.B)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!