UBER
Mais de 150 Ubers protestam no Centro Cívico
A manifestação concentrou uma média de 120 a 180 carros. Os motoristas estão reagindo contra a PL que será votada nesta terça
Por Pedro Barbosa
Em 26/02/2018 às 13:05
Ao todo, a manifestação concentrou uma média de 120 a 180 carros (Foto: Nilzete Franco)
Motoristas de Uber se reuniram na manhã desta segunda-feira, 26, na praça do Centro Cívico para protestar contra o Projeto de Lei que visa regulamentar o serviço prestado pelo aplicativo. Tal proposta será analisada na sessão plenária da Câmara do Deputados Federais nesta terça-feira, 27, após alterações feitas pelo Senado em Outubro de 2017.
 
Ao todo, a manifestação concentrou uma média de 120 a 180 carros. Outros motoristas acabaram não comparecendo por decisão dos organizadores para que o serviço pela manhã não seja prejudicado.
 
De acordo com um dos organizadores da movimentação, o motorista Pablo Oliveira, o protesto possui como principal objetivo chamar a atenção da população para a votação e conscientizar a sociedade quanto ao impacto que tal Projeto de Lei pode ter ao ser aprovado na Câmara e Senado. 
 
“Não somos contra uma lei que alinhe o nosso serviço. Entretanto, criou-se uma burocracia tão grande em cima desse projeto, que a regulamentação será muito mais difícil do que de um táxi. Esse projeto vai gerar diversos empecilhos e nenhuma vantagem. Caso aprovado, pelo menos 95% dos motoristas aqui em Roraima terão que parar de trabalhar”, afirmou.
 
Os tópicos do Projeto de Lei que possuem maior rejeição por parte dos motoristas são: não seria mais possível colocar o carro em nome de terceiros, coisa que ainda é possível fazer em táxis; a necessidade de uma licença por parte da prefeitura para que o veículo tenha direito de circular prestando o serviço; e a exigência de que o carro tenha que se locomover somente na cidade onde o carro foi emplacado.
 
Matéria completa estará disponível na edição impressa desta terça-feira, 27.
claudio francisco dos santos disse: Em 26/02/2018 às 14:43:15

"Sou totalmente contra essa regulamentação conforme texto original, sou a favor da fiscalização e outros pontos necessário que já ocorre, pois o UBER não tem nenhuma vantagem em relação a tributos, tão pouco recebe alguma forma de incentivos, esses motorista trabalham dentro da legalidade, CF88 e estatuto da cidade, além de exames no DETRAN e outros itens que devem ser preenchidos quando do cadastro do motorista na plataforma da UBER, UBER sim deslealdade não, ameaça não "

Manuel disse: Em 26/02/2018 às 13:51:30

"Tudo que é bom bom e útil, entra uns espíritos de porco para atrapalhar."