LITERATURA RORAIMENSE
Livro de poesia conta história de jovem Yanomami
Por Raisa Carvalho
Em 19/12/2017 às 00:18
Devair Fiorotti é agricultor, professor, artista plástico e músico (Fotos Divulgação)

“Antes havia mais o silêncio, antes havia somente o voar dos pássaros, hoje, os pássaros pousam em pistas clandestinas sobre corpos de garimpeiros mortos, trazem doenças aos rios, por causa do ouro, dizem que não há garimpo, dizem que não houve massacre, dizem que não exista”. Esse é um trecho de uma das poesias de ‘Urihi – Nossa terra, nossa floresta’ novo livro do escritor Devair Fiorotti que será lançado nesta quarta-feira, dia 20, na Tapiocaria Cangaço a partir das 19 horas. O espaço está localizado na Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, 386 - Aparecida, Boa Vista. A entrada é franca.

A obra traz uma proposta conceitual que une seus poemas com a ilustração do artista plástico Jaider Esbell. Nos poemas, a história real de um yanomami que foi roubado de sua tribo para morar com um garimpeiro.

A ideia é que os assuntos se lancem entre as páginas em uma espécie de espiral, até que cheguem ao jovem retratado no título da obra. A inspiração para cada página veio de sua percepção da sociedade e de observações que ele fez durante pesquisas e entrevistas com garimpeiros, indígenas macuxi e outras vivências.

Os poemas retratam política, infância, garimpo, morte, costume e ritos dos indígenas. “Esse livro vem sendo escrito há quase dez anos e conta a história desse yanomami que foi roubado. Eu tenho um material de pesquisa, onde entrevistei alguns garimpeiros e um deles me contou essa história que não saiu da minha cabeça. É uma história muito forte”, relatou.

No livro, o personagem principal, que não tem nome, é levado para o garimpo ainda criança e depois que termina o período do diamante, ele quer voltar para casa, mas o tempo se passou e ele não os encontra. “Muita coisa aconteceu com os indígenas, foram dizimados, teve doenças que diminuiu as tribos, e muitos não conseguiram reencontrar suas raízes, suas famílias”, contou.

São cerca de quarenta poemas pautados pelas ideias, pelo falar poético e performáticos de Devair. “Foi um período de longo estudo, e a partir dessa leitura eu enveredei para essa temática, usei um período de férias para escrever, onde eu pude utilizar meu tempo para a escrita”, disse.

Devair Fiorotti

Autor dos livros Livro dos amores (Patuá, 2014) 30 poemas e solidão (Patuá, 2012), Devair Fiorotti é agricultor, professor, artista plástico e músico, porque a música é maior do que ele e o consome. Capixaba de Itarana vive em Pacaraima, Roraima. Casado com a Sony Fersek e pai de três filhos: Victor, Gabriel e Deborah; filho de Delair e Cleuza e principalmente neto de João e Maria; Francisco e Albertina.

Serviço
Lançamento do livro:
‘Urihi – Nossa terra, nossa floresta’
Autor: Devair Fiorotti
Data: 20 de dezembro
Local: Tapiocaria do Cangaço
Hora: 19 horas
Entrada Franca

***
Gostou?
2
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!