ALVEJADO EM TIROTEIO
Jovem é vítima de tentativa de homicídio no local de trabalho
Amigos levaram o jovem para o hospital, pois ele estava perdendo muito sangue
Por João Barros
Em 30/11/2017 às 00:31
Alguns disparos atingiram a porta de um açougue, que fica próximo de onde a vítima estava (Foto: Hione Nunes)

Por volta das 14h30 de ontem, dia 29, um jovem foi alvo de uma ação criminosa enquanto aguardava o momento de retornar ao trabalho em uma oficina mecânica, localizada na Avenida Ataíde Teive, bairro Equatorial, zona Oeste de Boa Vista. Um elemento desceu de um veículo e efetuou vários disparos contra ele, que foi atingido por dois tiros nas costas.

Uma testemunha contou à reportagem da Folha que, quando se deu conta, os disparos já estavam ocorrendo e que deu tempo apenas de gritar para a vítima fugir. “Foi rápido demais. Eu estava dentro da oficina quando ouvi os primeiros tiros e já fui gritando para ele correr porque percebi que a arma estava apontada para ele. Ele não viu a hora que os bandidos chegaram porque estava dormindo, sentado na cadeira de plástico. Ele correu e eu corri também porque senti medo”, relatou.

O proprietário de um açougue que fica ao lado do local do tiroteio mostrou as marcas dos cinco tiros que ficaram na porta de ferro de seu estabelecimento comercial. Nem mesmo a movimentação intensa de veículo e pedestres da avenida inibiu a ação dos criminosos.

A Polícia Militar chegou ao local da ocorrência, mas não encontrou a vítima porque ela já tinha sido removida pelos próprios amigos, antes mesmo da chegada do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Uma testemunha acredita que, se populares não tivessem agido às pressas, o jovem teria morrido no local. “Ainda bem que a gente não esperou a chegada de ambulância porque o caso era muito sério. O rapaz não estava bem. Ele começou a passar mal porque estava perdendo muito sangue. Aí ele foi levado para o Hospital por um vizinho”, disse. Na cadeira em que a vítima descansava restou o sangue que também escorreu pelo chão, onde o par de sandálias também estava.

Os policiais ouviram as testemunhas e relataram que um veículo Fiat/Siena, cor branca, passou em frente à oficina e retornou em seguida, parando e de dentro um homem efetuou os disparos.

Depois de colher informações no local do fato, a guarnição foi até o Trauma do Hospital Geral de Roraima (HGR), onde a vítima ficou internada devido às perfurações nas costas. Um dos projéteis ficou alojado no abdômen do jovem, enquanto o outro atravessou o corpo. Como o estado de saúde era preocupante, a vítima passaria por uma avaliação para saber se órgãos internos foram atingidos. Caso necessário, passaria por procedimento cirúrgico.

A guarnição conseguiu conversar com o ferido que estava consciente e relatou que acreditava que o responsável pelos tiros era um indivíduo conhecido como “Pedrão”. Apesar de ter feito algumas diligências, a PM não conseguiu encontrar nenhum veículo com as mesmas características do que está envolvido na ocorrência.

Uma das testemunhas contou que a vítima já teria sofrido um atentado parecido há algum tempo, mas que saiu ileso. O caso foi registrado no 4o Distrito Policial para que o delegado inicie as investigações e tente chegar aos autores do crime. Até o começo da noite de ontem nenhum suspeito do crime foi preso. (J.B)

***
Gostou?
5
1
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!