R$ 500 MIL
Governo apresenta cheque e diz que achou em vice-governadoria
Por Folha Web
Em 26/01/2018 às 22:00
Foto: Divulgação Governo de Roraima)

Em coletiva à imprensa na noite desta sexta-feira, 26, a secretária estadual de Segurança Pública, delegada Giuliana Castro, apresentou um cheque no valor de R$ 500 mil assinado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Jalser Renier (SD).

O cheque, segundo Giuliana, teria sido encontrado dentro de uma mochila - junto a um cartão de crédito em nome do ex-vice-governador Paulo César Quartiero e de sua carta de renúncia protocolada na Casa Legislativa - localizada no prédio da Vice-Governadoria, na avenida Ataíde Teive.

No início da tarde de hoje, o prédio foi alvo de uma operação de policiais militares e civis, incluindo a secretária de Segurança Pública. "Recebemos a determinação de fazermos o levantamento patrimonial e recebermos toda a documentação, bens e tudo que existia naquele local", disse.

Giuliana reforçou que era um procedimento de rotina, que foi acompanhado por servidores da Casa Civil e da Casa Militar. “Por conta da localização do cheque, abrimos inquérito para apurar a situação, pois temos indícios que pode ter ocorrido negociação de cargos e corrupção em um grande complô contra o Governo do Estado", frisou.

Logo após a coletiva, a equipe da FolhaWeb entrou em contato com a Superintendência de Comunicação da Assembleia Legislativa e aguarda retorno.

OUTRO LADO - "A Superintendência de Comunicação da Assembleia Legislativa de Roraima, informou que o deputado Jalser Renier (SD) refuta as acusações feitas pelo Poder Executivo, que se utilizou da máquina pública para promover um clima de terrorismo em Roraima, por conta da renúncia do vice-governador, Paulo César Quartiero.

Informa ainda que o referido cheque foi “plantado” na vice-governadoria do Estado, e que irá tomar as providências jurídicas cabíveis para que a delegada Giuliana Castro responda pelas acusações que fez a imprensa.

O Presidente Jalser desconhece o referido cheque, cuja conta bancária está sem movimentação e o respectivo talonário está extraviado há anos, e adianta que vai pedir investigação sobre o uso da força policial para uso pessoal da senhora governadora Suely Campos".

OUTRO LADO - "A assessoria jurídica de Paulo César Justo Quartiero informou que no início da tarde dessa sexta-feira, 26, esteve no prédio onde fica a vice-governadoria para proceder com a entrega das chaves do órgão, e lá chegando se deparou com a secretária de Segurança Pública, senhora Giuliana Castro, acompanhada de vários policiais e grupos de elite da Polícia Civil e Militar de Roraima, que já haviam arrombado as portas do local e se encontravam em seu interior.

Informou ainda que a mesma não autorizou que o assessor jurídico do ex vice-governador ou qualquer outro servidor do órgão acompanhasse a suposta operação de busca e apreensão, que aliás não contava com mandado judicial ou requisição de autoridade policial competente. Salienta que em nenhum momento outras pessoas que não fossem os policiais comandados pela senhora delegada e servidores do primeiro escalão do Governo e da Casa Civil do Governo do Estado, puderam acompanhar as supostas buscas.

Afirma que o mesmo desconhece a existência do suposto cheque apresentado pela delegada Giuliana Castro durante entrevista à imprensa, convocada "às pressas" na noite dessa sexta-feira, 26, para, tão somente, tentar enlamear a imagem do ex vice-governador de Roraima. Afirma também que já estão sendo tomadas as providências legais para que os responsáveis por essa ação difamatória e criminosa respondam por seus atos, inclusive a formalização de notícia crime contra o ato arbitrário da secretária de Segurança Pública do Estado.

Salienta que o ato de renuncia do senhor Paulo César Quartiero é fruto de uma decisão pessoal, irrevogável, e que deveria ser respeitado pelo Governo do Estado e seus membros".

(Foto: Divulgação)
***
Gostou?
8
11
Dierson Maciel disse: Em 29/01/2018 às 13:31:31

"Quando a derrota é evidente, os que tem ética entendem, os que tem inveja conspiram e os que não tem caráter apelam, denigrem e persuadem, tornam a política tão suja, quanto suas formas de governar."

Rio Branco disse: Em 27/01/2018 às 06:02:31

"Invasão sem mandato judicial, sem acompanhamento dos responsáveis pelo imóvel e um suposto cheque no valor de 500 mil, muita ingenuidade de quem quer fazer uma armaçao. Esse governo acaba de assinar sua incompetência, baixeza e burrice, agora vai aguentar a investigação da policia e justiça federal, tanto os mandantes quanto os executores desta ação criminosa."

Bekem disse: Em 27/01/2018 às 04:30:35

"Esperamos que a situação de clima fervoroso, disputas e acusações políticas não sejam refletidas mais uma vez no pagamento dos servidores e prestadores de serviços do Estado de Roraima."

Juvenal Soares disse: Em 27/01/2018 às 00:17:44

"Tem que ser muito burro pra acreditar que Quartiero se venderia pela bacatela de 500 mil."

ALEXANDRE LOHAN CEZAR GUERREIRO disse: Em 26/01/2018 às 23:08:46

"Pede emprestado pra pagar o salário de fevereiro governadora. Deixa de ser besta. "

Luciana disse: Em 26/01/2018 às 22:03:27

"Procedimento de rotina ?? É a política começou bem cedo."