OPERAÇÃO ÁGATA
Exército apreende produtos que seriam levados para garimpo
A ação contou com apoio da Polícia Federal que realizou 8 prisões
Por Folha Web
Em 07/03/2018 às 14:30
Durante a ação, os militares realizaram revistas em veículos que transitavam na rodovia RR-205 (Foto: Divulgação)

Durante as patrulhas motorizadas da Operação Ágata realizada pela 1ª Brigada de Infantaria de Selva, foram encontrados vários produtos transportados ilegalmente. A ação contou com apoio da Polícia Federal que realizou 8 prisões e ocorreu entre os dias 5 e 6 de março, por intermédio do 3º Pelotão Especial de Fronteira, do Comando de Fronteira Roraima/7º Batalhão de Infantaria de Selva. 

Durante a ação, os militares realizaram revistas em veículos que transitavam na rodovia RR-205, norte do Estado de Roraima, fronteira com a Venezuela e encontraram vários produtos ilegais. 

Entre os materiais encontrados, foram apreendidos um Motor de Popa 75Hp, seis motobombas, uma bomba d’água, dez cartuchos cal .36, equipamentos de mergulho, 4500L de diesel, dois caminhões, uma caminhonete S10, freezer, Fogão, dez botijões de gás, 500Kg de gêneros secos, 400Kg de carne, 90L de óleo 2T, 20m de mangueira de draga, 200ml de mercúrio, três baterias de caminhão, além de peças sobressalentes para motor.

Além de um revólver calibre 38, com 26 munições que foi encontrado escondido no motor de um veículo na madrugada dessa quarta-feira (07). Os suspeitos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Alto Alegre. 

Segundo o Exército, a Operação Garimpo do Mutum prosseguirá com o objetivo de impedir o fluxo logístico direcionado aos garimpos existentes ao longo da calha do Rio Uraricuera.

"A 1ª Brigada de Infantaria de Selva continua na sua missão constitucional de combater os ilícitos transfronteiriços e ambientais na faixa de fronteira, contribuindo com a proteção da Amazônia Brasileira" informou

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!