SAÚDE OCULAR
Entenda porque a hidratação é importante para a saúde dos olhos
Por Raisa Carvalho
Em 02/03/2018 às 00:34
O oftalmologista Amarildo Rodrigues Melo fala sobre a secura nos olhos (Fotos: Divulgação)

Além de auxiliar no melhor funcionamento do corpo, consumir água de forma regular ainda previne problemas de saúde nos olhos. De acordo com o oftalmologista Amarildo Rodrigues Melo, a quantidade ingerida é fundamental para manter os olhos hidratados.

Os olhos precisam das lágrimas para estarem constantemente hidratados, assim suas estruturas podem trabalhar de forma adequada e até mesmo impedir o atrito entre a córnea e a pálpebra.

Excesso de exposição ao sol, poluição, ar condicionado e ventos fortes diretamente nos olhos são fatores que podem influenciar na evaporação da lágrima e com isso aumentar a incidência de olho seco.

“A hidratação possui um papel regulador de diversas funções do organismo, como o controle da temperatura e a manutenção do sistema circulatório. O ressecamento ocular é um dos problemas mais comuns na região, principalmente nessa época do ano, onde o calor é intenso, muitas vezes a pessoa acha que está com conjuntivite, mas não é”, explica.

Para amenizar os incômodos do chamado "olho seco", é preciso tomar certos cuidados. O uso do computador em ambientes com ar-condicionado, por exemplo, ajuda a ressecar os olhos. Segundo o médico, nesses casos não é indicado utilizar o soro fisiológico. “O hábito de usar soro fisiológico para lubrificar os olhos, além de não ser adequado, pode piorar ainda mais o ressecamento”, disse.

O uso de colírios é uma boa pedida para quem quer proteger os olhos e acabar com os incômodos da secura, porém é fundamental nunca usar nenhum tipo de colírio antes de procurar um oftalmologista.

“O paciente deve procurar comprar um colírio sempre com a prescrição médica, já que o uso indiscriminado da substância pode mascarar o problema ocular”, ressalta.

Hidratação

De acordo com o especialista, para saber a quantidade correta de água a ser ingerida por dia, basta multiplicar o peso corporal por 0,03. Contudo, é importante ressaltar que este é apenas um cálculo básico, e que a necessidade de consumo varia de acordo com cada indivíduo, afinal, fatores como a condição física e a rotina de atividades devem ser levados em consideração.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!