ASSEMBLEIA
Edital de concurso deve ser lançado hoje
Por Folha Web
Em 13/03/2018 às 01:09

O edital do concurso público da Assembleia Legislativa do Estado de Roraima (ALE-RR) deverá ser lançado hoje, 13, segundo informou o procurador-geral da Casa, Andreive Ribeiro, após a reunião da Comissão do Concurso com os representantes dos conselhos de classe, que tinha como finalidade ajustar detalhes do edital.

"Nessa segunda reunião a gente recebeu algumas observações feitas pelos representantes dos conselhos e acatamos umas, outras não, que serão incluídas nesse edital com objetivo de que não haja nenhum questionamento. Acreditamos que o edital seja lançado nesta terça-feira”, disse Ribeiro.

Participaram da reunião todos os conselhos de classe dos cargos que serão objeto do concurso como o Conselho Regional de Economia (Corecon), Conselho Regional de Administração (CRA), Conselho Regional de Psicologia (CRP-20/RR), Conselho Regional de Enfermagem (Coren), Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Roraima (OAB-RR) e representante do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Roraima (Sinjoper).

“O próximo passo agora é lançar o edital. Essas observações serão passadas para a empresa que realizará o concurso. Estamos agora em ponto de espera do lançamento do edital, já com as sugestões dadas pelos conselhos”, complementou o procurador-geral.

O vice-presidente do Corecon, Fábio Martinez, avaliou a iniciativa do Poder Legislativo em reunir os representes dos conselhos para ver o edital antes de ser lançado. "A Comissão que está elaborando o edital deste concurso está de parabéns por abrir esse espaço para os conselhos. Fizemos algumas sugestões de alterações no conteúdo específico, para que o conteúdo cobrado na prova esteja de acordo com o cargo de economista, por exemplo. Todas as sugestões foram amplamente aceitas pela comissão”, disse Martinez.

MARIO DE BRITO LIMA disse: Em 14/03/2018 às 13:28:21

"Pelo visto esse edital não vai sair nunca!"

Diferente RR disse: Em 13/03/2018 às 09:27:53

"Só espero que os conselhos não vendam informações pros candidatos, pois isso deve ser sigiloso "