PUBLICIDADE
POLÍTICA E TRANSPARÊNCIA
Boa governança parte da união de esforços, diz ministro
Por CYNEIDA CORREIA
Em 12/02/2019 às 00:45
Palestra com ministro do TCU, Augusto Nardes, contou com a presença de secretários do governo do Estado (Foto: Priscilla Torres/Folha BV)

Em visita a Roraima ontem, 11, o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, reafirmou que somente a união de esforços entre os Poderes fará com que a aplicação da boa governança livre os Estados e municípios da crise. O assunto foi o tema principal da palestra “Controle Interno dos Municípios de Roraima”, realizado pela manhã no auditório da Secretaria do TCU, no bairro São Pedro.

“Hoje, a sociedade não dispõe de um atendimento de saúde adequado, nem de segurança de qualidade, e isso ocorre em vários pontos do País, porque não há uma boa governança por parte dos gestores nem sintonia entre Estados, municípios e União. A tese da governança é que ela tenha uma sinergia, ou seja, que todos trabalhem em conjunto. O novo governo quer que haja a descentralização de recursos, mas é preciso que se tenha um planejamento de todas as ações”, destacou Nardes.

O ministro ressaltou ainda que a sociedade também deve participar da tomada de decisões para a aplicação correta dos recursos, visando ao desenvolvimento de sua comunidade.

“Nós criamos indicadores em todo o Brasil, nós sabemos onde tem resultados bons e ruins. Os pais, as famílias fazem a boa governança dos filhos, para direcionar a eles uma boa educação, dar a proteção necessária para que se tornem bons cidadãos. Essa preocupação também tem que se fazer presente no desenvolvimento do Estado. Essa incapacidade dos governantes em lidar com a crise também, em parte, é culpa da sociedade, que aceitou isso de forma passiva. É necessário que haja uma mudança de comportamento”, completou.

Segundo a metodologia do ministro Augusto Nardes, entre os desafios para o desenvolvimento do Estado, estão a responsabilidade fiscal, estabilidade monetária, educação, pesquisa e inovação, infraestrutura, inclusão social e regional, e a racionalização do gasto público.

Para se fazer uma boa governança, o ministro reiterou que é necessário ter produtividade, desenvolvimento e melhores políticas para a saúde, educação, segurança e acessibilidade urbana.

Além de servidores do TCU e da Controladoria-Geral da União (CGU), o evento também contou com a presença do governador de Roraima, Antonio Denarium, e do vice-governador, Frutuoso Lins.

“É uma ação bastante oportuna e que chama para os gestores a necessidade de ter a responsabilidade com dinheiro público. Temos que ter transparência e credibilidade na otimização dos recursos, e cobrar dos servidores públicos uma atenção maior para que essas medidas se revertam em resultado para a sociedade”, salientou Denarium. (C.C.)

***
Gostou?
4
1
PUBLICIDADE
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!