GRADUAÇÃO À DISTÂNCIA
Aumenta oferta de cursos em RR
A demanda detectada em pesquisa indica que em cinco anos a EaD terá mais alunos que os cursos presenciais
Por Folha Web
Em 29/01/2018 às 00:25
A coordenadora da Unama, Ingrid Barbosa: “maior flexibilidade atrai estudantes” (Foto: Arquivo/Folha)

A procura pela plataforma de Ensino à Distância (EaD) cresce em ritmo acelerado. Projeções indicam que até 2023, essa modalidade superará o ensino presencial, com mais de 51% do total de alunos matriculados no ensino superior. 

A avaliação é da coordenadora do polo EaD Unama Boa Vista, Ingrid Barbosa. Com a recente implantação do polo EaD no Estado, disponibilizado pela Unama, foram ofertados 14 cursos de graduação em bacharelado, cinco em licenciatura e 12 em tecnólogo. Ingrid ressaltou que pela flexibilidade dos cursos à distância, em Roraima centenas de pessoas preferem esta forma de graduação.

“A possibilidade de estudar no conforto de casa ou no intervalo do trabalho, sem abrir mão de atividades cotidianas atrai muitos brasileiros. A modalidade de EaD tem crescido, proporcionando graduações e pós-graduações de qualidade a pessoas que não poderiam estudar presencialmente”, acrescentou.

Outro aspecto citado pela coordenadora refere-se ao mercado de trabalho, desde que as empresas passaram a valorizar trabalhadores com melhores níveis de escolaridade.

Também, porque as graduações à distância desenvolvem habilidades apreciadas por empregadores, tais como: autonomia, disciplina, proatividade, familiaridade com ferramentas tecnológicas e organização.

Na unidade de Roraima, a maior procura recai sobre os cursos de Administração, Contabilidade, Farmácia, Ciências Aeronáuticas e Engenharia.

Segundo a coordenadora do Polo da Unopar, Michele Almeida, desde a consolidação do ensino à distância oferecido em Boa Vista (2009), aumenta a procura por cursos de graduação. Em termos percentuais, Roraima segue a tendência do Censo do Ensino Superior de 2017, que atesta um crescimento de 13,9%.

“A facilidade da plataforma com alta tecnologia, oportuniza ao aluno Unopar a inteiração em tempo real com vários fóruns de discussão, permitindo a troca de experiências com alunos de várias cidades brasileiras. Temos uma procura significativa, e acredito que a tendência é o aluno optar pelo ensino à distância dada as facilidades, além do total reconhecimento de sua graduação”, explicou.

MELHORA – Na avaliação do presidente do Grupo Cathedral, Haroldo Campos, melhorou o acesso à educação nas últimas décadas, seguindo a tendência de países líderes em educação.

“A Unopar, por exemplo, tem cursos na modalidade semipresencial e 100% online, que o aluno estuda como e onde quiser. A Cathedral tem ofertas na modalidade presencial. São possibilidades entre as quais o aluno escolhe a melhor para ele”, informou.

Segundo Haroldo, essas possibilidades permitem ao aluno expandir seu campo de estudo. “Por exemplo, mesmo sem ter passaporte ou dinheiro para ir aos EUA, brasileiros podem estudar em algumas das mais famosas universidades do mundo. Não só o acesso melhorou, aumentou a qualidade da educação que temos ao nosso alcance. E isso pode ser visto de diferentes maneiras. Surgiram novos cursos como os híbridos ou totalmente à distância. E a população universitária ganhou variedade em gênero e idade”.

Para Haroldo é possível revolucionar e influenciar este segmento, pelos acessos à internet e à informação que as pessoas têm obtido diariamente. “Pesquisas mostram que o número de matrículas em cursos a distância tem crescido rapidamente. E em velocidade superior aos cursos presenciais. Segundo previsão da Educa Insights, o número de ofertas em EaD deve ultrapassar o ensino presencial já em 2023. Os fatores que contribuem para este crescimento são diversos. Entre eles o valor da mensalidade, que no curso a distância e mais acessível que o presencial”, finalizou.

Posso conciliar estudo com outras atividades, diz servidor

A possibilidade de conciliar os estudos com o trabalho, prática de esportes e convívio social, foram aspectos que pesaram na escolha do servidor público, Airton Garcia Moraes.

Estudante do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, ele destaca que nos cursos superiores a distância, a maior parte das aulas é online.

“Mesmo com a exigência de encontros presenciais para apresentar trabalhos, fazer provas finais e aulas de laboratório, ainda é vantagem. Vivencio na prática os ensinamentos ministrados durante as atividades repassadas. Esta é a minha dica: se você ainda não possui graduação, mas atua numa das áreas oferecidas, não desperdice a oportunidade. Os cursos são reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) para as faculdades à distância credenciadas e com o devido registro”, concluiu.

***
Gostou?
1
0
Christhian Rodolfo Torres Dominguez disse: Em 29/01/2018 às 07:18:50

"EAD = NEGOCIO $$$$$$$"