OPERAÇÃO PASSARÃO
4 são presos por tráfico de drogas
A finalidade da Operação é coibir o tráfico de drogas na área que fica no entorno da Feira do Passarão, no Caimbé
Por João Barros
Em 09/03/2018 às 00:40
Os quatro indivíduos foram apresentados na sede da DRE antes de serem levados ao sistema prisional (Foto: Divulgação/DRE)

Com a finalidade de coibir a prática ilícita do tráfico de drogas na área que fica no entorno da Feira do Passarão, no bairro Caimbé, zona Oeste de Boa Vista, agentes da Polícia Civil e policiais militares deflagraram a Operação Passarão. Quatro pessoas foram presas.

Agentes do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil (NIPC), da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), do 2o DP, Grupo de Resposta Tática (GRT), Grupo de Repressão a Ações Criminosas Organizadas (Graco) e Canil da Polícia Militar participaram das diligências.

As prisões são decorrentes de cumprimento de mandados expedidos pela Justiça e foram iniciadas no período da tarde e estendendo-se até a noite de quarta-feira, 7. Foram cumpridos três mandados de prisão temporária e um mandado de busca e apreensão domiciliar.

As buscas também tiveram foco no bairro Jardim Caranã, também zona Oeste da capital, considerando que para a polícia as duas áreas de abordagem representam preocupação constante devido ao comércio de drogas, o que deixa a população dos dois bairros, sobressaltada.

"A investigação ocorreu com o acompanhamento de suspeitos, monitoramento de locais e abordagens pontuais. A população contribuiu denunciando os criminosos e a Justiça atuou prontamente concedendo as ordens judiciais", esclareceu o delegado titular da DRE, João Evangelista.

Na ocorrência policial foram presas duas mulheres, W.C.C.S e A.L.S.L., e dois homens, V.H.S.S e J.G.S., sendo um deles de origem venezuelana. Com os indivíduos foram apreendidos drogas e uma quantia em dinheiro. Por conta dos produtos encontrados em posse dos presos, três deles foram flagranteados por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

O delegado responsável pelas ações esclareceu que as diligências continuam nos próximos dias e novas prisões irão acontecer, haja vista que outros mandados judiciais precisam ser cumpridos. No total, nove mandados de prisões temporárias e três buscas e apreensões foram expedidos pela Justiça de Roraima. (J.B)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!