AÇÃO CONJUNTA
PM prende mais uma envolvida em execução de jovens no Anel Viário
Wilciana Souza Menezes, conhecida no crime como “Carol”, tirou foto das criminosas e filmou os homicídios de duas jovens
Por Folha Web
Em 03/02/2018 às 17:31
Wilciana foi presa com o namorado e outro amigo, todos com passagem pela Polícia (Foto: Divulgação/Dicap)

As equipes da Força Tática do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Polícia Militar de Roraima (PMRR) localizaram, no inicio da tarde de hoje, 03, mais uma criminosa envolvida na execução brutal de duas jovens no Anel Viário.

Wilciana Souza Menezes, conhecida no crime como “Carol”, era considerada foragida desde que teve a prisão decretada, no dia 30 de janeiro deste ano. Hoje pela manhã uma equipe do Departamento de Informação e Inteligência da PM localizou o veículo que foi utilizado no crime, um Sandero placa NAX 2939, que também foi usado em vários outros crimes ainda estão sob investigação.

Após a localização, os policiais do Departamento acionaram a guarnição da Força Tática, que abordou o veículo que era dirigido por Adriel Antônio Souza Melo. Ele já tem passagem pelo crime de tráfico e estava com alvará desde o dia 03 de junho de 2016.

Adriel informou que estava com carro para vender e indicou o local onde estariam os proprietários. Ao chegar em uma vila os policiais localizaram Wilciana e seu namorado, Charlyton Lima dos Santos Junior, 25 anos que também já tem passagem pelo crime de porte ilegal de arma de fogo e estava de alvará desde o dia 25 de outubro do ano passado.

Conforme as investigações, Wilciana participou dos sequestros das vítimas e teria tirado as fotos das criminosas envolvidas e filmado a execução das jovens. Ela foi flagrada por circuitos de segurança de um posto comprando lanche para as criminosas que participaram da ação pouco antes de matar as vítimas. Todos os envolvidos foram apresentados na Central de Flagrantes para providências.

Conforme a Polícia, Wilciana foi quem tirou as fotos das criminosas antes das execuções (Foto: Divulgação/Polícia)

O CASO- A Delegacia-Geral de Homicídios (DGH), da Polícia Civil, concluiu a investigação sobre o sobre o duplo homicídio praticado contra as jovens Áreli Dayane Cardoso de Oliveira, 19 anos, e Rayane Silva Pereira, de 25 anos, na região do Anel Viário, na madrugada do dia 12 de dezembro. Ao todo 10 pessoas foram indiciadas, sendo um adolescente, a Delegada Miriam di Manso é a responsável pelo inquérito,  que contou com auxílio da Dicap na identificação das criminosas envolvidas.

A ordem para executar jovens no Anel Viário partiu de dentro Penitenciária Agrícola do Monte Cristo (Pamc). Participaram diretamente da execução das vítimas cinco mulheres e um menor de idade. Outros quatro adultos identificados como chefes de uma organização criminosa e que estão presos na Pamc foram os mandantes.

Ketelen Mariane da Silva Rabelo, a “Viúva Negra”; Nelciane Pereira de Andrade, conhecida como “Helo”; Ana Caroline Gomes Pereira; Jéssica Pereira de Lima, a “ponto 50”; e Wilciana Sousa Menezes, além dos detentos Erisvaldo Ribeiro Pinto; Osvaldo Nogueira Filho; Ivanildo Ferreira Carvalho e Evaldo Lira Almeida foram indiciados por participação em crime organizado, aliciamento de menores, porte ilegal de arma e por duplo homicídio qualificado.

Nelciane chegou a ser presa, porém fugiu da Cadeia Pública Feminina no último dia 01 de fevereiro de2018. Ana Caroline está presa na Guiana e continua com mandado em aberto.

***
Gostou?
4
0
Manuel disse: Em 04/02/2018 às 11:47:08

"tá e quando será a fulga dela? "

Ciella Yearwood disse: Em 04/02/2018 às 02:32:57

"Espero que nao deixem fugir tbm como acontece sempre."