TENTATIVA DE LATROCÍNIO
Vítimas tentam fugir de bandidos e veículo é alvejado a tiros
Gostei (0) Não gostei (1)
Imagens de câmeras de segurança de um posto mostraram a ação dos criminosos
Por João Barros
Em 07/02/2018 às 00:46
As vítimas acreditam que a intenção dos criminosos era roubar o veículo (Foto: Divulgação)

Um casal foi alvo de uma tentativa de latrocínio, na noite do último domingo, dia 4, por volta das 22h30, enquanto transitava num veículo modelo Chevrolet/Vectra, cor prata, pela avenida Ataíde Teive, bairro Mecejana, zona oeste da Capital. O fato foi registrado na mesma noite do crime, mas somente ontem, dia 6, imagens das câmeras de segurança de um posto mostraram a ação dos criminosos.

De acordo com o relato de uma das vítimas, na elaboração do Boletim de Ocorrência (B.O), registrado no Plantão Central da Polícia Civil, eles seguiam pela avenida e na altura de um posto de lavagem, por trás da Vila Militar, sofreram o atentado, sendo surpreendidos por dois homens numa moto que se aproximaram e atiraram contra o veículo algumas vezes.

Um vídeo mostra o momento em que o carro aparece em alta velocidade, já em fuga, e os motoqueiros conseguem alcançá-lo e um dos indivíduos efetua os disparos. As marcas de tiros ficaram nos vidros e nas portas do automóvel. A moto usada pelos bandidos, segundo as vítimas, era uma Honda/Titan 150 cilindradas, cor preta e que um dos elementos usava uma camisa branca. Outra motocicleta também estaria perseguindo o carro, mas o casal não conseguiu observar as características.

A reportagem da Folha conseguiu conversar com uma das vítimas que descreveu o sentimento diante do atentado. "Foi uma sensação de medo, não esperávamos por aquilo. Estava voltando para casa com meu namorado que estava dirigindo, já estava cansada e baixei a cadeira. O tiro que atingiu o vidro dianteiro poderia ter me atingido. Meu namorado não parou o carro, ele acelerou e até tentou jogar o carro em cima deles, mas seguimos em direção a Major Williams e eles pararam. Fomos direto para o Batalhão da Polícia Militar", concluiu.

A ocorrência foi encaminhada à Delegacia-Geral de Homicídios para que uma investigação seja iniciada. (J.B)

Henrique Sérgio Nobre disse: Em 07/02/2018 às 08:53:08

"Aqueles tempos pacatos em Roraima não existem mais. Quem poderia imaginar que chegaríamos a esta realidade de medo e pavor. Cada um que cuide muito bem da sua própria vida, não se esquecendo de pedir proteção ao Senhor dos Exércitos, o Deus criador."

Santos disse: Em 07/02/2018 às 08:45:00

"Ninguém está pensando em tentativa de execução não é? Nesses dias atuais desconfio de tudo. Bandido que já chega atirando..."

Santos disse: Em 07/02/2018 às 08:42:42

"Ninguém está pensando em tentativa de execução não é? Nesses desconfio de tudo. Bandido que chega já atirando..."