OPERAÇÃO SOTURNO
Vereador é afastado do cargo após ser preso em operação
Gostei (7) Não gostei (0)
Alan do Povão pode assumir o cargo nos próximos dias
Por Folha Web
Em 06/03/2018 às 11:15
O presidente da Câmara explicou que o vereador Wagner foi afastado de forma imediata

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) realizou uma operação nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (06) na Câmara Municipal de Boa Vista. 

Na ação, o vereador Wagner Feitosa (SD) e dois assessores do seu gabinete tiveram a prisão preventiva decretada. O judiciário também decretou a apreensão dos bens dos suspeitos, que podem chegar a valer R$ 500 mil reais.

A operação cumpriu ainda mandados de busca e apreensão expedidos pelo Ministério Público (MP) no gabinete do parlamentar na Câmara Municipal de Boa Vista.

Em entrevista exclusiva para a Folha, o presidente da Câmara, Mauricelio Fernandes (PMDB), afirmou que recebeu o pedido de afastamento do parlamentar por 120 dias.

“Meu posicionamento sempre foi que decisão judicial não se discute, se cumpre. Vou verificar no regimento qual o procedimento e se será possível a posse do suplente Alan do Povão (SD). Já pedi para o jurídico verificar todos os procedimentos que determina o regimento interno e vou cumprir o regimento e atender a decisão judicial. O que disser o regimento interno eu vou fazer”.

Damiao disse: Em 06/03/2018 às 13:43:37

"O câmara dos vereadores pra da orgulho a nossa população. Ja saiu no fantastico Por causa do escandalo de aluguel de carros. Agora mais essa. Não fazem nada e ganham muito. Ai da tempo até pra fazer um extra."