NO CANTÁ
Trecho da BR-401 está sendo duplicado
Gostei (2) Não gostei (0)
Por Luan Guilherme Correia
Em 19/02/2018 às 01:49
No trecho no qual a rodovia será duplicada são feitas obras de arte e terraplanagem (Foto: Diane Sampaio)

As obras de duplicação da BR-401, na saída para o Município do Cantá, região Centro-Leste de Roraima, realizadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) começaram este mês. O trecho beneficiado será da ponte dos Macuxi até o entroncamento com a BR-432. 

Os serviços, que são realizados pelo Consórcio Castilho Engenharia, Coema e Dinamiza, preveem a elaboração do projeto básico e executivo de engenharia e execução das obras de melhoramento na BR-401, que vão do quilômetro 3 ao quilômetro 106 da rodovia. O valor total da obra é de R$ 181.154.100,00.

A etapa que está sendo realizada iniciou após o entroncamento com a BR-432 e será finalizada na cabeceira da Ponte dos Macuxi. A duplicação deve proporcionar mais segurança a motoristas. Isso porque uma das principais queixas dos usuários é a ausência de acostamento, aliada ao fato da via ser muito estreita e possuir abismos dos dois lados.

Conforme o técnico em segurança de uma das empresas responsáveis pela duplicação, Alberto de Souza, a previsão é que a obra seja encerrada em abril do próximo ano. “A previsão é que no próximo verão a gente conclua essa fase da obra, porque o inverno está vindo e não tem como continuar a terraplanagem”, disse.

GALERIAS – A reportagem esteve no canteiro de obras, no sábado, dia 17, próximo ao igarapé antes do bairro Santa Cecília, onde havia intenso movimento de trabalhadores. Eles iniciavam a construção de uma grande galeria para suportar o fluxo de água durante o período das chuvas.

Também são construídas duas outras galerias: uma na área onde houve alagamento nas cheias ocorridas em 2011 e 2017, e no igarapé depois do conjunto Santa Cecília.

FRONTEIRA – Além do trecho que começa a partir da ponte dos Macuxi, outra parte da rodovia que será duplicada é da entrada principal do Município de Bonfim até a ponte sobre o Rio Tacutu, fronteira do Brasil com a Guiana a Leste de Roraima.

A restauração inclui duplicação da rodovia em dois seguimentos, além de melhoria e construção de acostamento no trecho que fica entre o entroncamento com a BR-432, rodovia de acesso ao Município do Cantá, até a cidade de Bonfim.

A duplicação da rodovia também deve contribuir para o escoamento da produção de Normandia, região propícia ao plantio em larga escala de soja, de milho, melancia, que inclusive exporta para o Amazonas, como facilitar a exportação direta de mercadorias da zona franca de Manaus para a Europa e até outros continentes, saindo pela Guiana. (L.G.C)

DIEGO disse: Em 19/02/2018 às 08:11:07

"ENQUANTO ISSO OS PRODUTORES DE MELANCIA DE NORMANDIA, CONTINUAM PAGANDO ALTO PREÇO DO FRETE DEVIDO A ESTRADA SER DE PIÇARRA..."