CRIME NA FRONTEIRA
Suspeita de matar mulheres no Anel Viário mata mais uma em Bonfim
Gostei (6) Não gostei (13)
Apontada como responsável pela morte de duas jovens no Anel Viário, a foragida Nelciane Pereira de Andrade integrava o bando
Por João Barros
Em 03/01/2018 às 01:02
Bando estava em posse de uma pistola carregada com munições e dinheiro em espécie (Foto: Divulgação/PM)

A Polícia Militar do município de Bonfim, localizado na região leste do Estado, na fronteira com a Guiana, prendeu na tarde de ontem, dia 2, a foragida da Justiça e do Sistema Penitenciário, Nelciane Pereira de Andrade, de 25 anos, e mais quatro pessoas. Todos eles são os principais suspeitos de terem matado uma mulher no começo da tarde de ontem. A motivação do crime não foi esclarecida.

De acordo com as informações da PM, o bando estava num carro. Os indivíduos aproximaram-se e fizeram os disparos, fugindo em seguida. A mulher baleada chegou a ser socorrida e levada às pressas ao hospital do município, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois de dar entrada na unidade de saúde. A vítima foi identificada pela Polícia como Beatriz Richil Oliveira, de 19 anos. Dos disparos, pelo menos seis a atingiram. O corpo foi removido por uma equipe do Instituto de Medicina Legal (IML) até a Capital, onde passou por exame cadavérico.

Apesar de a motivação do crime não ficar clara, a PM disse que as características são de execução em decorrência de um provável acerto de contas. Há informações de que a mulher que acompanhava Nelciane durante o crime é a cunhada da vítima.

A PM conseguiu prender o bando antes que retornasse para Lethem, na Guiana, a fim de evitar que ficassem impunes e foragidos do crime. As duas mulheres e três homens foram presos em posse de uma pistola carregada com munições e uma quantia em dinheiro não especificada.

Os cinco presos serão encaminhados à Boa Vista para prestar esclarecimentos sobre os fatos, já Nelciane deve ser ouvida na Delegacia-Geral de Homicídios (DGH) sobre o fato de estar, segundo as investigações da Polícia Civil, entre as mulheres que assassinaram duas jovens no Anel Viário na madrugada do dia 12 de dezembro do ano passado.

Após os crimes, Nelciane conseguiu fugir juntamente com Ana Caroline Gomes Pereira, de 22 anos, conhecida como a “Musa do crime”, que continua foragida da Justiça. Os mandados de prisão foram expedidos no início das investigações do duplo homicídio.

A Polícia tinha alertado que Nelciane tinha fugido da Cadeia Pública Feminina depois de matar uma detenta. Na ocasião, ela cumpria pena por tráfico de drogas. O levantamento da Polícia Civil aponta que a mulher é integrante do crime organizado, de alta periculosidade e que seria soldado da facção, realizando as execuções impostas pelos líderes. (J.B)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!