SARAMPO
Sesau notifica suspeita de 29 casos em crianças e adultos
Gostei (0) Não gostei (1)
Dentre os casos, 15 são do sexo masculino e 14 do feminino. 19 são venezuelanos e 10 brasileiros, com a faixa etária de 4 meses a 39 anos.
Por Folha Web
Em 05/03/2018 às 12:00
Coordenadora da Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), Daniela Souza. (Foto: Hione Nunes)

Em coletiva de imprensa com a Coordenadora da Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), Daniela Souza, foi confirmada a notificação da suspeita de 29 casos de sarampo em Roraima, sendo 25 em Boa Vista e 4 em Pacaraima, que já foram encaminhados para a Capital.

Dentre os casos, 15 são do sexo masculino e 14 do feminino. 19 são venezuelanos e 10 brasileiros, com a faixa etária de 4 meses a 39 anos.

Apesar não ter sido confirmado um número preciso de adultos suspeitos, Daniela informou que por enquanto se trata de uma minoria. 9 pacientes tiveram que ser internados e o restante permaneceu em isolamento domiciliar.

“A maioria desses casos que tivemos que internar vêm associada com outros problemas sociais, como desnutrição. O que acaba resultados no agravamento da saúde das pessoas com suspeita da doença”, afirmou.

Quanto ao caso da criança do sexo feminino com suspeita da doença que acabou morrendo, ainda não foi confirmado se o óbito se deu devido ao sarampo.

CAMPANHA E VIGILÂNCIA NA FRONTEIRA

Na coletiva, Daniela Souza também informou que uma campanha de intensificação será lançada para vacinar imigrantes e população geral para os próximo 30 dias.

O Estado solicitou 420 mil doses da vacina contra sarampo ao Governo Federal, mas a expectativa é que 100 mil sejam que recebidas para o dia D de vacinação da população, que, por enquanto, está previsto para acontecer neste sábado (10).

Destas 100 mil doses, 50 mil serão destinadas à Capital, e o restante para os outros municípios. “Iremos trabalhar com constante atualização quanto a maiores informações da campanha assim que as vacinas chegarem.”, complementou.

Quanto à fiscalização de venezuelanos na fronteira, a Coordenadoria de Vigilância afirmou que desde quinta-feira, 02, uma sala de vacinação estruturada para o recebimento e avaliação de possíveis sintomas entre os imigrantes está disponível e funcionando na fronteira. Além disso, está previsto que tal estrutura seja aprimorada nos próximo 30 dias, para que análises mais completas possam ser feitas.

QUEM ESTÁ EM RISCO - Pessoas que tomaram vacina contra sarampo e possuem comprovante ou já foram portadoras da doença, estão fora da zona de risco. Pessoas sem a vacinação ou que não possuem um comprovante para provar que as duas doses necessárias foram tomadas, precisam ficar atentas à data de intensificação de vacinas, que ainda será confirmada pela Sesau.

Manuel disse: Em 05/03/2018 às 16:15:49

"tá... depois que todos estiverem contaminados ai levam a sério este lance de importar e hospedar a doença."