BOA VISTA
Servidores municipais pedem aumento salarial de quase 15%
Por Berto Batalha Machado Carvalho
Em 24/05/2017 às 01:11

Após o anúncio do reajuste salarial de 5% dos servidores efetivos e comissionados do Município, feito na semana passada pela Prefeitura de Boa Vista, o Sindicato dos Trabalhadores Municipais (Sitram) se mobiliza para negociar o aumento deste percentual, já que conforme o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o reajuste deve ser de 14,79%.

A presidente do Sitram, Sueli Cardozo, disse que o aumento solicitado é correspondente à perda salarial acumulada de 2015 a 2017. “O reajuste é muito positivo, mas desde o início pedíamos 14,79%. Fomos pegos de surpresa e sequer nos consultaram. Já provamos por meio dos números apresentados pelo Dieese que a Prefeitura de Boa Vista tem recurso e precisa conceder o reajuste almejado”, afirmou.

Para discutir o assunto, a diretoria do Sitram se reuniu na tarde de segunda-feira, 22, com a Secretaria Municipal de Administração e Gestão de Pessoas. “Estamos negociando com a Prefeitura, que alega estar preocupada com o cenário econômico atual. Mas o fato é que se a gestão conceder pelo menos 10% de reajuste aos funcionários gastará menos do que os 53% previstos para gastos com funcionários, atendendo a lei de responsabilidade fiscal”, argumentou Sueli.

Ao final da reunião, o Sindicato foi informado de que o pedido não poderia ser atendido. “Apesar disso, a negociação ainda está aberta. Nos reuniremos novamente na próxima segunda-feira, 29, com o Comitê Gestor e com a Secretaria de Administração para dar continuidade ao diálogo. Os números comprovam que o poder público pode conceder um reajuste maior, então estamos lutando por nossos direitos”, concluiu.

OUTRO LADO – Em nota, a Prefeitura de Boa Vista informou que durante a reunião solicitada com o Sitram foram apresentados os dados estatísticos do DIEESE, alegando perdas salariais de 14,79% no período de 2015 a 2017. “No entanto, não foram considerados os benefícios e os índices de reajuste efetuados em 2015 com o novo PCCR, com a criação da Gratificação de Incentivo à Docência  (GID) e outros benefícios como as progressões e promoções para os servidores”, afirmou.

Conforme a administração municipal, apesar dos impactos da crise econômica do País foi possível efetuar o reajuste de 5% para os servidores. “É preciso levar em consideração as projeções orçamentárias e de arrecadação, com o cuidado de respeitar os limites legais e não ultrapassar o percentual da receita líquida que é de no máximo 53%. O reajuste proposto pela administração da Prefeita Teresa Surita é resultado de um planejamento seguro”, diz a nota. (B.B)

Luiz Junior disse: Em 24/05/2017 às 22:09:12

"Essa é a melhor prefeita do Brasil ??? ..... Imagina a pior .... Por eles devemos nos contentar em sermos assalariados de baixa perspectiva, com nossos filhos amontoados no hospital da criança em busca de um atendimento, nossas esposas fazendo as unhas das madames da elite boavistense e aos finais de semana enchermos a cara de cachaça em algum balneário da cidade."

Paula Tejando disse: Em 24/05/2017 às 09:27:30

"A perda de quase 15% é desde a implantação do PCCR, a arrecadação da PMBV só fez aumentar desde então, assim como os repasses do FPM. Não tem desculpa para não conceder um reajuste digno aos servidores."

srg disse: Em 24/05/2017 às 09:25:17

"Fico observado Esse monte de comissionados! E sem fala temporários e garanto que todo os dias são contratos comissionados e temporários! "

claudio francisco dos santos disse: Em 24/05/2017 às 08:29:51

"Utópica a alegação da prefeitura de boa vista, quando foi para reajustar os salários de forma surreal e com outras regalia, como carro e motorista a disposição, celulares e outras mordomias dos cargos comissionados, como secretários, procuradores dos assessores de gabinete e outros funcionários do alto escalão, não foi feito nenhuma pesquisa na DIEESE e tão puco foi consultado algum comité gestor, agora para o trabalhador que ganha um salario de fome e um PCCR vergonhoso onde as progressões e promoções só ocorrem a cada dois e três anos e isso quando ocorre, pois grande parte dos servidores de algumas secretarias estão recorrendo a justiça para receber aquilo que esta previsto em lei, agora esses 5% demonstra que a prefeitura não gosta dos seus servidores concursados e no mais, a lei de responsabilidade fiscal e o FPM apontam para um reajuste bem maior do que foi dado, prefeitura, valorize seus servidores conforme tens anunciado, cade o servidor de valor? 5% é sinônimo de servidor valorizado? "