ATÉ DIA 28/12
Sefaz diz que Refis não será prorrogado
Gostei (6) Não gostei (1)
Os inadimplentes tem até o último dia útil do mês, antes do feriado bancário, para sanar as dívidas junto à Secretaria da Fazenda
Por Paola Carvalho
Em 04/12/2017 às 01:37
A expectativa da Sefaz, diz Adilma Lucena, é que as vendas no natal ajudem o empresário a sanarpendências (Fotos: Diane Sampaio)

A diretora do Departamento de Receita da Sefaz declarou que a população deveestar atenta ao fim do prazo do Programa de Recuperação de Créditos Tributários do Estado (Refis), no dia 28 deste mês. O programa estimula a regularização de débitos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA).

Segundo informou Adilma Lucena durante o programa Agenda da Semana, na Rádio Folha 1020 AM, no domingo, 03, o prazo havia sido prorrogado no mês passado porque a Sefaz entendeu a necessidade do empresariado roraimense em quitar seus débitos nos campos, administrativo e de execução.

“No campo administrativo, a gente teria próximo de R$ 100 milhões de ICMS a recuperar por autos de infração, oriundos de fiscalização como débitos do ICMS lançados e não pagos no prazo regulamentado. Na área de execução, não há valores, considerando que o levantamento geralmente é feito pela Procuradoria Geral do Estado. No entanto, desde o lançamento do programa a procura tem sido baixa, nem próxima do que a gente esperava. A procura diária é de aproximadamente cinco empresários”, informou a diretora.

A diretora ressaltou que a baixa procura não significa que os empresários não tem interesse em sanar as dívidas, somente que não tem condição. “Não temos problema com a boa intenção do empresário de querer sanar as dívidas, porém, no momento, a economia está estagnada, por isso viemos prorrogando. Quando chegou agora no último mês de novembro, seria o último dia de prazo, a gente percebeu que o empresariado não tinha aderido por que não tinha condição”, afirmou.

A expectativa é que com a chegada do fim do ano e o pagamento do décimo terceiro, a população invista nas compras de natal e de ano novo. “Queremos que seja gerada uma renda maior para os comerciantes, possibilitando que eles façam o pagamento das dívidas”, disse.

A diretora reforçou que o prazo foi prorrogado até o último dia útil do mês, dia 28, antes do feriado bancário, que acontece dia 29. “Esperamos que a população nos procure até o dia 28 porque, como a gente prorrogou várias vezes, fica sempre a esperança do empresário de prorrogar mais um pouco, mas essa é a última”, frisou a diretora.

Adilma disse ainda que a população precisa se atentar para a medida do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que editou novas regras para programa de regularização no Estado. “O mesmo Confaz que nos deu a oportunidade de fazer esse programa do refis editou um novo convênio fechando as portas do Estado para que se fizesse a edição de refis atrás de refis. É preciso ter um intervalo de quatro anos. É preciso aproveitar essa oportunidade que foi dada até o final do mês”, completou. (P.C.)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!